Capas · Parceria

[LANÇAMENTO DE CAPA] “Casamento para um”, de Ella Maise por Editora Charme – @EditoraCharme @EllaMaise

Boa tarde!!!

Há poucos dias e Editora Charme anunciou mais um livro de Ella Maise, que vem conquistando cada vez mais as leitoras brasileiras.

Confiram abaixo a capa e sinopse.

 

Eu e Jack fizemos tudo ao contrário. No dia que me atraiu para seu escritório – e que também foi o dia que nos conhecemos –, ele me propôs casamento. Qualquer um pensaria que um cara como ele – talvez um pouco frio, mas de uma beleza impressionante e muito inatingível – só faria esse tipo de proposta ao amor da sua vida, certo? Qualquer um pensaria que ele deveria estar loucamente apaixonado.

Não. A proposta foi feita a mim. Uma completa estranha, que nunca tinha ouvido falar dele. Uma estranha que fora dispensada pelo noivo algumas semanas antes. Qualquer um pensaria que eu iria rir na cara dele, chamá-lo de louco – e alguns outros nomes – depois ir embora o mais rápido possível. Bem… eu fiz todas essas coisas, exceto a parte de ir embora.

Demorou apenas alguns minutos para me convencer a aceitar o negócio… Bem, quero dizer, casamento, e apenas alguns dias para oficialmente nos enlaçarmos. O dia mais feliz da minha vida. Mágico. Regado a champanhe… Não. Foi o pior dia. Jack Hawthorne não era nada do que eu queria para mim.
Eu o culpei pelo meu lapso de julgamento. Culpei seus olhos, em um tom de oceano, que olhavam diretamente para os meus sem desculpas, e aquela carranca em seu rosto pela qual eu não tinha ideia de que ficaria tão fascinada com o tempo.

Pouco depois de ele dizer que eu era o maior erro da sua vida, as coisas começaram a mudar. Não, ele ainda não falava muito, mas qualquer um é capaz de proferir algumas palavras. Suas ações falaram mais alto para mim. E, dia após dia, meu coração começou a ter vontade própria.

Em um segundo, ele não era ninguém. No próximo, ele se tornou tudo.
Em um segundo, ele era inatingível. No outro, parecia ser completamente meu.
Em um segundo, pensei que estávamos apaixonados. No outro, não passava de uma mentira.

Afinal, eu era Rose, e ele era Jack. Estávamos condenados desde o início com esses nomes. Quem poderia esperar mais alguma coisa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s