Parceria · Resenha

[RESENHA] “Alex”, de Edna Nunes

Boa noite!

Se tem uma coisa, que quem acompanha o blog já sabe, é que eu amo personagens quebrados e histórias que me emocionem. E aqui está uma história que me emocionou muito.

Acompanhem abaixo o que achei dessa história.

Liz apaixonou-se perdidamente por Alex e pelos mistérios que ele trazia no olhar. O que era para ser um lindo sonho de juventude se tornou intenso, nocivo e complicado. Os tropeços da vida e a imaturidade, não deixavam que ficassem juntos, apesar dos fortes sentimentos, porém eles também não conseguiam se separar. Os olhos tagarelas gritavam, mas ela não compreendia que era simplesmente amor o que eles pediam.

A garota precisava continuar em frente, no entanto o moço estava perdido e ela resolveu deixá-lo para trás…

Como entender que nem sempre precisamos seguir pelos mesmos caminhos, para chegarmos a um único destino?

“Era simplesmente amor”, a história de Alex, que fechava a antologia “Sob os fogos de Copacabana”, uma das que mais emocionou os leitores, agora com novos capítulos, no formato de novela, totalmente reeditado em sua revisão, diagramação e capa!

***

“Alex: era simplesmente amor…” nos apresenta uma versão mais jovial da escrita da Edna Nunes, sem perder o toque de suspense e a essência dramática que marca seus livros. Liz e Alex nos despertam emoções intensas, ora eles nos fazem suspirar, ora prendemos o fôlego com medo do que está por vir. Tensão, expectativa e apreensão dominam esta novela, tornando impossível abandonar o livro antes do fim… E, para ser honesta, dentre tantos caminhos que minha mente tomou durante a leitura, fui total e completamente surpreendida. Se me permite lhe dar um conselho, acomode-se confortavelmente e deixe que os olhos tagarelas falem por si, esta é uma história do sentimento mais pueril e apaixonado ao mais devastador e corrosivo. Você está pronto para sentir?

Sinéia Rangel
Escritora

Compre aqui

Li esta história no final de 2017 em forma de conto, na antologia “Sob os fogos de Copacabana”. Lembro que na época essa história mexeu muito comigo, e me deixou bastante emocionada.

Em um primeiro momento da leitura, pensei que o foco principal aqui fossem as irmãs gêmeas Liz e Liv. Mas, a verdade é que a autora aborda a amizade e cumplicidade entre elas, onde mesmo tendo personalidades tão diferentes, uma completa a outra. Mas o que realmente conduz a história é o amor de Liv e Alex, um amor tão grande, daqueles difíceis se se encontrar.

Quando Liz conhece Alex e se apaixonada por ele, ela passa a precisar ainda mais da irmã, para lhe dar apoio à cada reviravolta que sua intensa história de amor dá.

— Liz, minha anta querida, temos apenas uma vida. Quantas vezes tenho que dizer isso? Viva! Deixa rolar. Não se cobre tanto nem a ele também . Somos tão jovens! Você o ama, vá viver sua vida com o cara. O que importa o que passou ? Ele está livre agora e deve ter aprendido a lição. — Eu não sei, vou pensar — prometi.

Liz e Alex são dois jovens apaixonados, sedentos por quererem estar sempre juntos. Mas enquanto ela só quer gritar para o mundo o quanto o ama, ele se torna cada vez mais reservado, e até mesmo arisco, afinal traz grandes traumas, que lhe causam medo de tudo que passa a sentir por Liz.

Conforme a história vai seguindo, Liz e Alex enfrentam vários obstáculos, que muitas vezes é ele quem os provoca. Quando fiquei sabendo o que tornou Alex assim, com tanto medo do amor que sente, fui capaz de entender cada motivo de sua dor.

Liz é uma garota obstinada, que faz o impossível para que Alex supere seus problemas, e encontre a felicidade dentro dele mesmo. Alex é apaixonado por Liz, mas só estará pronto para viver essa história quando conseguir encontrar a si mesmo, superar seu medos e seus traumas.

Foi através daquele olhar tão profundo e incrível que eu li o livro da sua história, página por página, mas não foi sempre assim. Demorei um tempo para compreender aquela linguagem, aqueles sinais. Talvez se eu me mantivesse sob aquele foco, desde o início, soubesse qual seria o próximo capítulo, qual seria a jornada a ser seguida, qual seria o nosso desfecho.

Uma história de amor, encontros, desencontros e a necessidade de mantermos nossa mente em equilíbrio, em termos coragem de se jogar em uma história de amor.

Foi ótimo poder reler esta história, com uma versão estendida, onde pude me apaixonar e me emocionar novamente acompanhando a trajetória deste casal. Uma história que se torna inesquecível.

E Edna, com seu jeitinho meigo, sempre nos traz grandes surpresas no finalzinho de suas histórias, e aqui não poderia ser diferente. Amei ainda mais!

Ali, eu me dei conta e entendi o que aqueles olhos sempre tentaram me falar: —“O verdadeiro amor não precisa ser verbalizado. Quando ele acontece, podemos vê-lo, torna-se quase tangível, reluz de dentro para fora de nós.”—Muitas pessoas já disseram, “eu te amo!”, porém poucas sentiram o amor com tanta intensidade. Alex sempre soube disso.

Participe do comentário premiado de abril clicando aqui

4 comentários em “[RESENHA] “Alex”, de Edna Nunes

  1. Já vi vários comentários positivos sobre os livros da Edna Nunes, principalmente do livro O Destino de Ana, mas ainda não tive oportunidade de conferir.
    Também sou apaixonada por enredos que contam com grandes reviravoltas, e achei super necessário a autora explicar os motivos que o personagem tinha para ser do jeito que era. Espero poder conferir toda essa reviravolta.

  2. Ahhh só você para conseguir me apaixonar no livro antes de lê-lo, simplesmente já querooo para ontem essa história, já tô aqui imaginando o que pode ter acontecido com Alex, essa capa está um perdição de tão lindaa combinou surper com o tema, com certeza foi direito para minha listona kk 🥰 Ameiii a resenha e a foto ficou lindaa !!

  3. ola
    nossa a estoria desses personagens parece linda e apaixonante
    tambem gosto de romances assim que trazem personagens quebrados
    recomeçar é sempre lindo
    parabens pela resenha

  4. Ai Renata!
    Fiquei tão curiosa para saber porque Alex ficou tão marcado e tem medo de mostrar seu amor…
    E esse Alex da capa é tudo de bom.
    Já quero conhecer a escrita da Edna.
    cheirinhos
    Rudy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s