Parceria · Resenha

[RESENHA] “O Destino de Ana”, de Edna Nunes

Boa tarde!!!

Hoje vamos falar sobre o conto recém lançado de Edna Nunes.

Uma história daquelas devastadoras, em que temos vontade de entrarmos no livro e salvarmos os personagens.

Confiram abaixo a resenha completa.

Será que algumas histórias passadas de geração em geração são apenas lendas?
No início do Século XX, Ana ainda nem é uma mulher, quando se vê obrigada a deixar sua casa e seus irmãos. Objeto de troca de uma estratégia matrimonial, realizada entre seu pai e um velho e rico fazendeiro da região, ela deixa a proteção da família para enfrentar o cárcere do inferno promovido pelo coronel Mota.
A moça, de olhos de tempestade, é brutalmente espancada e violentada, dia após dia, e o ódio e a vontade de vingar-se do maldito demônio, que a devora de todas as formas, são os únicos alimentos para ter força de viver.
Apesar de se ver completamente sozinha, Ana tem apoio de seu irmão Pedro e o amor do quase padre Antônio, mas e se o destino só pudesse ser mudado pelas mãos de sua mãe?

 

Vou confessar pra vocês que quando divulguei a capa desta história semana passado não havia prestado muita atenção a sinopse dela, li bem rápido mesmo, mas fiquei encantada com esta capa. Então, quando a Edna perguntou se eu poderia ler antes do lançamento, e eu aceitei, parei para ler a sinopse com mais calma, e aí sim vi do que se tratava a história. Uma história de sofrimento, dor e luta, uma história de sobrevivência, história esta que muitas mulheres ainda vivem.

A Edna gosta muito de mexer com nossos sentimentos, e podem ter certeza de que aqui não foi diferente.

A história de Ana se passa em 1930, mas tantas mulheres ainda passam por tudo que ela passou, sofrendo todo tipo de abuso, chegando a desejar as piores coisas para que parem de sofrer tanto.

Ana teve sua juventude e inocência roubadas por um casamento de conveniência, com um homem muito mais velho que tudo que fazia era machucá-la.

Devastada pela solidão, a moça tinha olhos de tempestade, a dor transbordava em lágrimas e a raiva faiscava como raios que iluminavam as íris escuras.

As cenas de Ana com seu marido são fortes, dão raiva, desespero e tristeza. Tudo que eu queria era que ela encontrasse uma forma de se libertar daquela vida, e pudesse enfim viver de verdade.

Vinda de uma família que tirava o sustento trabalhando em suas próprias terras, ela viu sua mãe sendo sempre submissa a seu pai, e que apesar do amor que a mãe sentia por ela, parecia não poder ajudá-la. Ana não sabia a quem recorrer, a não ser a seu irmão mais velho, Pedro, e também do jovem seminarista Antônio, a quem acaba despertando fortes sentimentos.

É impossível não se sensibilizar com essa história, e dá um pavor saber que existem tantas mulheres como Ana por aí.

Apesar de toda história sofrida de nossa protagonista, no final temos uma grande surpresa, onde a autora deixa uma ótima mensagem.

— Cada mulher que nasce de uma Ana, na minha família, tem esse mesmo nome. Isso vem de muitas e muitas gerações, qual o motivo?

Uma história forte e sensível, que emociona e que toca, não só o coração, como a alma. Não há como sair ileso após ler “O destino de Ana”.

 

Participe do comentário premiado de outubro clicando aqui

 

5 comentários em “[RESENHA] “O Destino de Ana”, de Edna Nunes

  1. OLA
    embora esse romance seja ambientado em 1930 ele traz consigo realidades sofridas por muitas mulheres infelizmente
    HÁ MUITO que ser feito para que as mulheres sejam mais respeitadas
    fiquei curiosa com a mensagem que a autora passa para os leitores
    ja está na lista de desejados
    bjs

  2. Oiii ❤ Desde que li a sinopse desse livro aqui no blog, fiquei interessada em fazer a leitura. É tão triste que Ana seja tratada como objeto e vendida para um homem que, além de mais velho que ela, a machuca tanto.
    Deve ser difícil ler as crueldades que Ana enfrenta, toda a angústia e dor. Eu espero que ela possa se libertar disso tudo e ser feliz.
    É triste saber que ainda hoje muitas mulheres sofrem abusos semelhantes aos que a personagem sofre.
    Beijos ❤

  3. Só lendo a resenha do post anterior não dava para imaginar o quanto a personagem deve ter sofrido nas mãos do marido. Sem dúvida o enredo é muito marcante e forte de certo modo.
    Espero que ao final do livro a personagem consiga mudar de vida e poder ser feliz.
    Com certeza está na minha lista de leitura.

  4. Olá! ♡ Primeiramente quero falar sobre essa capa, eu achei ela linda e adorei o contraste entre o título e a imagem da capa, combinou muito bem ♡
    Que enredo forte, marcante! Eu gosto de histórias que mexem com nossos sentimentos, que nos fazem olhar para nossa própria sociedade e ver que mesmo hoje, quase um século depois, tantas atrocidades ainda acontecem com as mulheres.
    É duro, revoltante, angustiante ver quantas Anas existem por aí, sofrendo abusos, marcadas pela violência e por uma sociedade que inferioriza as mulheres.
    De fato, é impossível não nos sensibilizarmos com essa história. Espero que Ana consiga se libertar e viver de verdade, poder tomar suas próprias decisões.
    Muito obrigada pela indicação, essa é uma leitura que espero fazer em breve, a autora trabalhou temas muito importantes e que necessitam ser abordados.
    Beijos!

  5. Renata!
    Realmente essa capa é linda por demais.
    Nossa! A protagonista deve ter sofrido muito mesmo e é tão doloroso ler um livro sofrido assim…
    Pior que é verdade, ainda tem muitas mulheres que passam pelo que ela passou.
    Tomara que a autora tenha dado um final feliz para ela.
    cheirinhos
    Rudy

Deixe uma resposta para Fabiolla Devenz Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s