Resenha

[RESENHA] “Te devo uma”, de Sophie Kinsella por Editora Record – @KinsellaSophie @editorarecord

Boa tarde!!!

Hoje vou falar sobre essa história que não me decepcionou, e que devorei suas mais de 400 páginas.

Uma leitura leve e divertida, mas que ao mesmo tempo nos trás vários ensinamentos, que me fez muitas vezes refletir sobre eu mesma.

Confiram abaixo a resenha do novo livro de Sophie Kinsella 😉

Uma história de amor, empoderamento e de um simples favor que faz tudo mudar para sempre.

Fixie Farr não consegue deixar nada pra lá. Se encontra alguma coisa fora do lugar, quer logo ajeitar, se um amigo está em dificuldade, já começa a pensar em como pode ajudar… Ela sente necessidade de arrumar tudo. Tudo!

Então, quando um estranho em um café lhe pede que fique de olho em seu laptop por um instante, ela não só se compromete a tomar conta do computador como acaba salvando-o de um grande desastre. Sebastian, muito tocado com o gesto de Fixie, não sabe como lhe agradecer, então pega um protetor de copo e o entrega a ela depois de escrever nele: “Te devo uma”. Fixie acha a atitude muito fofa, mas duvida que voltará a vê-lo.

Até o dia em que um antigo crush da época da escola volta para sua vida e Fixie precisa ajudá-lo. Ela então recorre a Seb, mas as coisas não dão muito certo. Agora é ela quem fica lhe devendo um enorme favor, e isso gera uma troca de favores infinita que obriga Fixie a enfrentar um passado que cheio de mágoas para abraçar o futuro que ela de fato merece.

Hoje vou falar sobre o novo livro da Sophie Kinsella que será lançado em breve no Brasil. Recebi este livro na caixa de maio do Clube de Romance da Carina.

“Te devo uma” traz a história de Fixie, uma mulher viciada em querer consertar tudo que vê de errado, o que é uma qualidade e ao mesmo tempo um defeito seu.

Mas é claro que o verdadeiro motivo de eu ter ficado calada é o fato de ela ter razão. Eu realmente devia ter deixado para lá. Mas simplesmente não consigo fazer isso. Não consigo me impedir de consertar as coisas. Esse é meu defeito. Eu sou assim.

Entre a dor da derrota de seu primeiro negócio ter falido, ter de cuidar da loja da família e lidar com sentimento de inferioridade em relação a seus irmãos, ela acaba conhecendo Seb em uma situação inusitada: tomando conta de seu notebook e o salvando, literalmente, em um café. Seb, muito grato pelo que Fixie fez, lhe entrega um protetor de copos em que escreve “te devo uma”, ao qual se dispõe a fazer qualquer coisa que Fixie precise para lhe pagar este favorzão.

Fixie nem pensa em cobrar o favor, afinal fez aquilo por instinto mesmo, mas com a chegada de seu grande amor da adolescência, ela acaba pedindo que Seb o contrate em sua empresa. O que era pra ser só mais uma boa ação de Fixie, acaba se tornando algo muito maior, e ela tem de lidar com as consequências.

Enquanto Fixie tenta levar a sério seu trabalho na loja de utilidades da família, e manter sempre vivo o lema se seu falecido pai de “família vem em primeiro lugar”, seus dois irmão são totalmente o oposto dela. Jake, é bastante vaidoso e tenta parecer sempre sofisticado e alguém de sucesso. Nicole é bastante fútil, e passa a imagem de burra, mas na verdade isso é algo que ela usa de vez em quando para manipular situações a seu favor.

Fixie se sente bastante inferior aos irmãos, além de guardar mágoa por algo que Jake fez em seu passado.

Apesar de estar sempre querendo consertar as coisas, Fixie tem medo de bater de frente com as pessoas, principalmente com sua família, e ela não se dá conta do quanto isto está lhe fazendo mal, além de estar quase falindo a loja da família.

É claro que há romance nessa história, mas ele acaba ficando em segundo plano, pois toda a história gira em redor de Fixie tentando lidar com seus problemas,e aprendendo que muitas vezes é preciso enfrentar nossos medos, e tudo que eu queria era ver Fixie se rebelando e mostrando à todos o quão capaz ela era.

É estranho, mas sinto que o conheço. Tipo, eu entendo esse cara. Se não fôssemos dois ingleses tensos em um café londrino, eu talvez até puxasse um papo com ele.

Quando Fixie dá voz a todos seus pensamentos, ela consegue ajudar seus irmãos, e fazer com que eles enxerguem tudo de maneira diferente, mudando a vida de todos.

A história é escrita em primeira pessoa, com Fixie narrando tudo. Embora não traga grandes reviravoltas, “Te devo uma” é uma leitura muito gostosa e que flui muito bem.

Essa é a história de uma mulher que  faz o que está ao seu alcance para ajudar sempre a todos, que quer a harmonia de sua família. É também a história de alguém que precisa enfrentar seus medos, que descobre a força que tem dentro de si, além de falar de perdão, coragem e recomeços.

 

 

Participe do comentário premiado de junho clicando aqui

2 comentários em “[RESENHA] “Te devo uma”, de Sophie Kinsella por Editora Record – @KinsellaSophie @editorarecord

  1. Também adorei o livro, muito fácil se identificar com fixie, acho que todos somos um pouco assim! Amei a resenha, de todas que li foi a que mais gostei, vou pôr o link na resenha do meu blog para que ourtas pessoas possam ler também.

  2. Eu simplesmente amoo a autora e os livros dela,ela faz vc se prender até o fim 🤗Ameii a capa e a resenha, ainda não conhecia o livro porém já gosteiii 😻😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s