Parceria · Resenha

[RESENHA] “Só hoje”, de Cinthia Freire

Boa tarde!!!

Há meses Cinthia Freire vem falando sobre esta história, soltando alguns trechos dela e dando pistas sobre os personagens, mas nada havia me preparado para o que encontraria aqui.

Uma história de amor puro e verdadeiro, onde o maior vilão é a culpa e o medo.

Venham conhecer Cadu e Mia na resenha completa logo abaixo 😉

Há seis anos eu tive um encontro com a morte e naquela noite fiz uma promessa.
Prometi que passaria a minha vida à sua espera, aguardando até que ela estivesse pronta para me buscar.
Mas o tempo passou sem que ela voltasse e tudo o que me restou foi a dor que me impede de dormir e por muitas vezes parece prestes a me sufocar.
Eu viveria assim, estava preparado para continuar sozinho a sua espera, se não fosse por um pequeno deslize, uma única brecha na escuridão que havia se tornado a minha existência.
Era para ter sido apenas um momento, um sopro de ar em meus pulmões sufocados. Mas eu cometi um erro.
Eu me apaixonei por uma garota.
E agora, eu tenho medo que a morte volte, porque pela primeira vez desde aquela noite, eu não quero mais morrer.

Amazon

Goodreads

Skoob

Será mesmo possível que o amor aconteça assim como uma chuva de verão que chega sem avisar? Passo a mão pelo rosto de Mia imaginando como deve ser amá-la, ela é tranquila, linda, doce, inteligente, sexy… porra… não é nada difícil se apaixonar por essa garota. O cara que conquistar seu coração será um filho da puta de muita sorte.

Cinthia Freire ama nos fazer sofrer! E o problema é que eu amo sofrer nas mãos dela kkk

A história de “Só hoje” é de um livro único, ou o que não se sabe ainda, o primeiro de uma série (bora ler este livro e azucrinar a Cinthia pedindo mais livros deste universo rsrsrs), e já ao ler a sinopse temos a certeza de que encontramos um mocinho quebrado por aqui (ADORO!).

Cadu sempre curtiu a vida da melhor forma, até que um acontecimento acaba trazendo uma escuridão à sua vida, e tudo o que ele faz é se afastar daqueles que ama, e ficar esperando o dia em que a morte lhe encontrará novamente, e desta vez para levá-lo junto com ela.

A morte nada mais é que um estágio da vida, o último; ela não é assustadora, não para quem vai, ela é o fim de um ciclo, a finalização de sua jornada, é tudo o que sabemos sobre a vida. O resto… — dou de ombros — é apenas uma sucessão de consequências de nossos atos diários.

Mia é uma garota tímida e esforçada, que sonha em ter sucesso como advogada. Ela vê em Marcela mais que uma amiga, uma verdadeira irmã, e é justamente Marcela quem lhe dá um presente inusitado e que mudará sua vida.

Quando Mia e Cadu se encontram, é inevitável a atração que surge entre eles, e apesar das circunstâncias em que são apresentados, um não consegue mais esquecer o outro.

Mia e Cadu vão construindo uma relação aos poucos, assim como Cadu vai tentando deixar sua escuridão de lado. Mas, a relação entre eles nem sempre é fácil, pois Mia não sabe o que houve no passado dele, e não entende o porque dele não conseguir seguir em frente.

A verdade é que Cadu muitas vezes não se acha digno da felicidade, e logo quando ele acredita que pode sim ter direito a ser feliz, e o quanto ama Mia, vem o destino e faz com que uma terrível coincidência aconteça.

Eu te amo porque, apesar se você achar que estava morto, eu sei que você estava apenas perdido esperando ser encontrado.

A história acompanha os protagonistas ao longo dos anos, desde o final da adolescência até os dias atuais. Mia e Cadu é quem nos narram essa história, e ali podemos acompanhar um grande amor nascendo.

O que realmente aconteceu no passado de Cadu, é revelado quase que nos capítulos finais, embora tenha sido dada uma pista aqui e outra ali, e pude sentir toda sua angústia e culpa através das páginas deste livro. Tinha muitas vezes vontade de entrar no livro e pegar Cadu no colo e depois guardá-lo num potinho onde nada nem ninguém pudesse mais machucá-lo.

Mia de início parece ser tão frágil, mas aos poucos vai demonstrando ter uma grande força dentro de si, e que é a pessoa que Cadu precisa a seu lado.

Este não é apenas mais um “romance dramático”, mas uma história cheia de lições. É uma história de recomeços, perdão, perdoar a si mesmo e família. Uma história em que a cada capítulo vivemos mais emoção, e que torcemos desde o início para que Cadu encontre sua paz para ser feliz. Uma verdadeira explosão de sentimentos vivemos aqui.

Cadu e Mia tem sua história finalizada aqui, mas há pelo menos oito personagens gritando desesperadamente para terem suas histórias contadas.

Venham ver o encontro entre o sol e a lua, onde você via se apaixonar, sorrir e chorar, mas garanto que irá mais do que gostar 😉

 

 

Participe do comentário premiado de abril clicando aqui

 

Anúncios

5 comentários em “[RESENHA] “Só hoje”, de Cinthia Freire

  1. Oi, Renata!
    Nunca li nada da Cinthia Freire, é que fujo de livros que eu sei que me farão sofrer junto com os personagens quebrados, e pelo que pude perceber seus livros são cheios de intensas emoções… por isso fico sempre adiando a leitura de seus livros, mas tenho interesse em conhecer sua escrita e com certeza pretendo conhecer futuramente, quem sabe eu comece com Só Hoje, parece ser uma boa opção para iniciar?!… Bjos!

  2. Eu amooooo tbm os mocinhos quebrados dos livros 💜Acho que vou amar mt esse livro 💓A Mia parece ser uma fofa ❣ Já de cara amei a sinopse ♥Ameiiii a resenha e essa capa maravilhosaa 💕

  3. Renata!
    Já estou aqui suspirando para poder ler essa histária de Mia e Cadu.
    Apesar do drama e do sofrimento (que gosto muito para compor o romance), imagino que tenha um bom motivo por trás de tudo isso.
    cheirinhos
    Rudy

  4. Oi,Renata!
    Eu ainda não tinha ouvido falar sobre essa autora.
    Eu gosto do seu blog por isso mesmo,você traz resenhas e informações de livros que ao meu ver ainda não são muito conhecidos e divulgados,parabéns! Em relação a esse livro a sua resenha me chamou e muito a atenção.
    Eu não gosto de “romances dramáticos”,eu acho que pelo fato de eu odiar chorar,mas como você disse é um livro cheio de lições e eu gosto assim,livros que fazem você refletir sobre si mesmo,que o fazem pensar se tudo seria diferente… E legal ver um casal que se encontram entre si,que se completam através da dor e das circunstâncias.

  5. Que resenha mais linda! Muito obrigada Re, fico feliz em saber que Cadu e Mia te conquistaram.
    Sobre esses oito personagens… kkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s