Parceria · Resenha

[RESENHA] “Corações quebrados”, de Sofia Silva por Editora Valentina – @EdValentina

Boa tarde!!!

Uma história sensível e personagens que tentam lidar com suas dores é o que marca “Corações Quebrados”.

Emília e Diogo vivem uma jornada em que tentam de todas as formas se acharem dignos da felicidade.

Confiram a resenha completa logo abaixo.

Com mais de um milhão de leituras no Wattpad, chegará às livrarias brasileiras o segundo volume da Série QUEBRADOS. CORAÇÕES QUEBRADOS aborda a depressão, o luto e a deficiência física. Entre as dores da perda e a incapacidade de seguir em frente, Emília vive os seus dias numa clínica. Está estagnada. É nesse inferno pessoal que ela conhecerá Diogo, alguém que também foi vitimado por uma tragédia.Será que é possível dois corações quebrados encontrarem a felicidade? Numa sociedade onde a nossa aparência continua a valer mais do que a essência, é difícil continuar a jornada da vida quando tudo nos é arrancado. Passamos os dias a olhar a capa das pessoas. Julgamos sem compreender que nunca conheceremos totalmente uma história sem ler cada página. Sem compreender o seu início, meio e fim. Duas pessoas fisicamente distantes. Dois corações quebrados pela vida. Dois sotaques que se misturam entre a dor, o riso e o amor. Por isso, olhem sim a capa de cada pessoa, mas virem a página.

Compre aqui

O que mais tarde aprenderei é que o Diogo viu em mim o que nunca reparei ter: asas.

Livro mais que esperado dessa autora portuguesa que o Brasil aprendeu a amar.

Mais uma vez Sofia Silva mexe com nossas emoções, com personagens tão lindos, e uma história capaz de nos fazer sorrir, chorar e amar.

Infelizmente não acompanhei esta história no Wattpad, e por isso não sabia muito do que encontraria aqui, a não ser que eu deveria preparar meu coração e um estoque de lenços.

Nossos protagonistas, Emília e Diogo, são separados por um oceano, mas são unidos pela dor e pela vontade de tornarem seus dias menos dolorosos.

— Infelizmente na vida nada é preto no branco, e neste momento não há alguém melhor para compreender um pássaro ferido do que outro que já teve as asas quebradas.

Já no prólogo nos deparamos com algo que muda drasticamente a vida de Emília, o que lhe roubou seu sorriso e a vontade de viver.

Diogo é um militar português que passou por um grande trauma durante uma missão, e por isso está passando por tratamento. Em uma última tentativa de seu psicólogo, Leonardo, Diogo começa a se comunicar com uma brasileira, que também está tentando lidar com seus traumas e suas dores.

O início do contato entre eles não é fácil, mas aos poucos um vai dando força ao outro, uma amizade surge e sentimentos capazes  de fazer a distância de um oceano não significar nada.

Desde o começo, apresentamo-nos como somos: quebrados. E foi por esses cacos de vidro espalhados dentro de nós que cada um se apaixonou. 

Diogo é brincalhão e apegado a família. Mas, acima de tudo, tem um coração enorme, sempre buscando fazer a diferença na vida de todos. E é por ser exatamente assim, que ele vai dia após dia tentar derrubar cada barreira que Emília construiu ao redor de si.

Emília viu tudo que tinha acabar em um piscar de olhos. Ela acredita que não merece estar viva, e que é errado querer ser feliz. Mas, ela descobre que o amor é capaz de trazer mais alegria a seus dias, e que não há nada errado nisso.

Além de Emília e Diogo, somos apresentados ao casal Rafaela e Leonardo, e percebemos que algo aconteceu na história dos dois para terem uma convivência tão conturbada. E meu coração se encheu de tristeza ao conhecer Cauê e sua história de vida, um garoto ainda, que já passou por tanto sofrimento, e que já me diz que irei desidratar lendo seu livro 😦

Vivemos em uma sociedade em que uma mulher não precisa de carinho para florescer, e é independente e segura do seu corpo, é considerada fria, arrogante, entre outros adjetivos maldosos.

Diogo precisou ser forte, ser aquele à quem Emília teria como apoio em sua jornada. Ele busca mostrar não apenas com palavras, mas também com atitudes, o quanto Emília é perfeita, e tenta fazer com que ela se sinta assim. Quem dera toda mulher pudesse encontrar um Diogo em sua vida.

Mas Diogo também precisou soltar a mão de Emília para que ela aprendesse a caminhar sozinha, a soltar suas asas e voar.

Uma história que é uma verdadeira lição de vida, onde fala de amor, amizade, recomeços e temas mais sérios, como a deficiência e a depressão.

E se duas pessoas sem vontade de continuar a viver encontrarem-se na beira de um precipício e, em vez de saltar, derem as mãos e caminharem na direção oposta à dor? Será que eu e Emília somos a exceção de um combinação que tinha tudo para correr mal?

Com uma narrativa quase poética, acompanhei com o coração cheio de emoção a história de Emília e Diogo. A cada novo passo dessa história, eu vibrava, assim como as lágrimas teimavam em cair a cada passo em falso deles.

Pra finalizar, devo dizer que a edição deste livro está linda, tanto por fora como por dentro. Por ser uma série, esta capa não combina muito com a do primeiro livro, mas não deixa de ser linda e ter os elementos mais importantes da história nela. Além da história, podemos admirar uma edição impecável.

E que venham os próximos quebrados!

 

O amor não eliminou os meus medos, mas me deu força para os enfrentar.

 

Participe do comentário premiado de abril clicando aqui

Anúncios

3 comentários em “[RESENHA] “Corações quebrados”, de Sofia Silva por Editora Valentina – @EdValentina

  1. Ainda não li nada dela mais já tô aprendendo a amar essa autora maravilhosa 🤗E gostei bastante da resenha e me cativou mt,tanto quanto a capa eu achei lindaaa 😻 Espero ter a oportunidade de ler muito em breve 💙Gostei muito da resenha 👏❣

  2. REnata!
    Andei lendo algumas resenhas bem elogiosas mesmo sobre a forma de escrita da autora e dizem que ela arranca lágrimas com doces palavras…
    Mas também li que ela tem um grande problema com as marcas no corpo e que ele a auxilia a superar isso, mas, fiquei pensando:E se algo não der certo no relacionamento e ele terminar, como ela ficará? Ainda mais traumatizada, né?
    Gostaria mesmo assim de ler para apreciar como todo tema foi desenvolvido.
    cheirinhos
    Rudy

  3. Olá,Renata!
    Você acredita que ainda não li Sorrisos Quebrados? Já perdi a conta de quantos sorteios participei para ganha-lo. Me apaixonei de cara tanto pela sinopse como pela capa,que em parte,é fantástica. E concordo com você que essa capa de Corações Quebrados não combinou muito,achei meio apática,mas é claro o que importa é o conteúdo,que pela sua resenha é para se emocionar.
    Eu estou amando ver que as autoras estão incorporando aos seus livros temas como a depressão,que está sendo um dos assuntos mais falados nessa geração.
    Tanto Sorrisos Quebrados como Corações Quebrados,são minha meta de leitura desse ano.
    Abraços!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s