Resenha

[RESENHA] “Arte & Alma”, de Brittainy C Cherry por Galera Record – @BrittainyCherry @galerarecord

Boa tarde!!!

Chegando aqui com o mais novo livro de Brittainy C. Cherry lançado no Brasil.

Um livro que a gente se emociona e se apaixona, algo que já é clássico da autora.

Confiram a resenha completa abaixo e preparem o coração para conhecer Aria e Levi.

O novo livro de Brittainy C. Cherry mostra a necessidade de encontrar-se e valorizar o que tem mesmo quando as coisas parecem desmoronar ao redor. Aria Watson era considerada invisível na escola, mesmo com todo seu talento para arte; em casa era uma boa filha e irmã. Mas tudo mudou quando ela anunciou, aos 16 anos, que estava grávida. E a notícia caiu como uma bomba. Agora ela está aterrorizada e se sentindo mais sozinha do que nunca. Levi Myers mudou-se para Wisconsin para ficar com o pai, que não via desde os 11 anos. Ele precisava se afastar um pouco da mãe e passar um ano com o pai parecia uma boa ideia, mas agora Levi não tem mais certeza. Se a mãe tem problemas, o pai é pior. Dois adolescentes passando por momentos difíceis e que, sem querer, encontram um no outro alguém que compreenda o que estão passando. Os dois estão despedaçados por dentro, cheios de cicatrizes. Mas, nas manhãs no bosque, enquanto tentam alimentar cervos, ou esperando o ônibus para escola, eles compartilham seus medos e incertezas. Levi está dividido entre o pai e a mãe e Aria precisa decidir o futuro do bebê que está gerando. Em palavras, e até mesmo no silêncio, os dois fazem um ao outro um pouco mais fortes. Apaixonar-se não era o plano, mas às vezes é difícil resistir quando alguém parece entender tão bem sua dor e solidão.

A arte era tudo que havia de certo e de errado no mundo. A arte entende coisas que as palavras não são capazes de expressar.

Um livro que sem dúvida nenhuma me fez experimentar várias sensações e emoções ao longo da leitura. Mais um livro de Brittainy C. Cherry que toca fundo no coração e na alma.

Aqui somos apresentados a Aria e Levi.

Aria é uma adolescente que sempre foi “invisível” para seus colegas de escola, mas que vê tudo mudar graças a um erro, uma fraqueza. Uma garota apaixonada por arte, que viu a sua vida e de sua família mudar graças a uma única noite.

Aria, uma garota que não sei por que me intrigava tanto. Isolada emocionalmente do mundo, mas que de vez em quando abria um sorrisinho que me dava a impressão de que não queria mais estar tão sozinha.

Levi sempre foi o adulto da casa ao ter de lidar com os problemas mentais e instabilidade emocional da mãe, além da possessividade dela. Um garoto que vê na música de seu violino um refúgio para toda a dor que o cerca. Decidido a tentar respirar novos ares e se livrar da dependência da mãe, ele viaja para passar uns meses com o pai. O problema é que Levi não é recebido como esperava pelo pai, que muitas vezes age como se ele não estivesse ali.

Levi Myers era real? Ele existia mesmo? Ou será que meu coração triste e sombrio o havia criado porque precisava de um pouco de cor? Seja lá qual fosse o caso, fiquei feliz por ele caminhar ao meu lado.

Aria e Levi não podiam parecer mais diferentes: ela, que de invisível passou a sofrer ataques de bullying, e ele o garoto que mau chega na escola e já se torna popular.

Durante um trabalho na aula de artes,  Aria e Levi formam uma dupla, e passam a conviverem mais juntos, e descobrirem mais um do outro. E é aquilo né gente: duas almas feridas se reconhecem uma na outra.

Ficar perto dele era estar perto de alguém que enxergava minhas cicatrizes e que as chamava de bonitas quando tudo que eu via eram meus erros do passado.

Aria é arte. Levi é alma.

A adolescência não é um período fácil pra ninguém, e ambos sentirão isso, principalmente Aria, mas Levi fará tudo que estiver a seu alcance para ajudá-la.

O livro é escrito em primeira pessoa, com Aria e Levi narrando tudo. E além deles temos ótimos personagens secundários, como Simon e Abigail.

Gostei muito de tudo que a autora abordou aqui, além da forma em que ela conduziu toda a história, de forma sútil, porém marcante.

Tínhamos nos tornado as obras-primas das almas mais solitárias do mundo. As cores em nossos olhos morreram de tanto sangrar. E naquele momento soubemos que, às vezes, as obras de arte mais lindas eram criadas pelas almas mais sombrias.

Há questões que pra mim foi difícil entender seu desdobramento, mas é aquele tipo de coisa que a gente só entende quando sente na pele.

Este é um livro que traz várias lições, além de vir carregado de sentimentos, que me fez amar, sofrer, rir e chorar a cada página.

 

Participe do comentário premiado de novembro clicando aqui

Anúncios

4 comentários em “[RESENHA] “Arte & Alma”, de Brittainy C Cherry por Galera Record – @BrittainyCherry @galerarecord

  1. Eu li dois livros dessa autora, O ar que ele respira e Sr. Daniels, gostei do primeiro, mas Sr. Daniels eu achei que ela pesou muito no drama, não gostei, não sei se ela quis passar mais drama adolescente mesmo mas achei que teve muitas mortes desnecessárias. Mas a premissa desse livro me agrada mais, já que são dois adolescentes juntos se descobrindo e enfrentando a si mesmo. Tirando a capa desse livro que tá linda.

  2. Oi, Renata!
    Ainda não li nada da Brittainy C. Cherry, até tenho interesse em ler a Série Elementos dela mas ainda não tive a oportunidade.
    Em relação a Arte & Alma, confesso que a trama não me interessou, não curto histórias sobre adolescentes, e não fiquei curiosa para saber mais da história de Aria e Levi – sobre a gravidez na adolescência de Aria e sobre os pais problemáticos de Levi…
    Mas quem sabe depois de ler a série Elementos eu acabe me empolgando e queira ler tudo o que a Brittainy C. Cherry escreveu, incluindo Arte & Alma?!
    Abraços.

  3. Oii,
    Ah, eu acho incrível como a autora sempre coloca um pouco de arte em seus livros, nesse caso, algo que já vem até no título…
    Sem dúvidas toca o coração, principalmente a vida de Aria, só de ler a resenha, e comparar com a vida real, fico imaginando o que a protagonista passa, nada fácil enfrentar uma gravidez na adolescência, e nós sabemos como as pessoas são maldosas…
    Um ponto positivo é ser narrado pelos dois, adoro livros que seguem essa intercalação, assim conseguimos compreender melhor os personagens.
    Claro que sendo da Brittainy, já estava nos meus desejados, e agora, quero mais ainda, ler.
    Beijos

  4. Nem li ainda mais sei que a Brittainy arrasa sempre 😻Ameiii resenha ❤Vou colocar na minha wishlist 📝❣A foto está lindaaa d+ 💟 Que capa é essa ?! Adoreii 👏

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s