Resenha

[RESENHA] “Mais que amigos”, de Lauren Layne por Editora Paralela – @Editora Paralela

Boa tarde!!!

Hoje vamos falar sobre esse livro tão fofo.

Aqui nós vamos acompanhar a história de dois melhores amigos que numa grande reviravolta acabam se apaixonando.

Confira a resenha completa logo abaixo 😉

Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível.

 

Assim que a Editora Paralela anunciou este livro, na hora já me apaixonei por ele. Amo essas histórias de melhores amigos que se apaixonam, e tive certeza de que iria gostar muito deste livro.

Aqui nós conhecemos Parker e Ben, que são melhores amigos desde a faculdade, e até mesmo dividem um apartamento. Eles são daqueles amigos inseparáveis, e que todos pensam que rola ou rolou algo entre eles.

Ben aproveita muio bem sua vida de solteiro, atingindo um novo alvo a cada noite. Já Parker acaba de levar um pé na bunda depois que seu namoro deu uma boa esfriada.

Disposta a se recuperar de seu término, Parker decide agir como Ben, sem amarras e sem sentimentos envolvidos. Só que o que parece fácil para Ben, para Parker é bem complicado. Isso até a mãe dela sem querer lhe dar uma ideia: ficar com alguém que ela tenha afinidade, a escute e entenda, e Parker vê que não há outra pessoa na face da Terra que faça isso que não seja Ben.

Passado o susto inicial de Ben com essa novidade que Parker decide testar, eles bolam um plano simples: sexo casual, sem envolver sentimentos para que a amizade deles não se torne “esquisita”, e não fique nenhuma mágoa quando tudo acabar. Mas, vocês já devem imaginar onde isso foi parar… isso mesmo: o coração se envolveu no meio…

Bem e eu em uma relação de desapego? Pois é. O apego decidiu dar as caras. E estou totalmente à mercê dele.

Ben é um personagem divertido, além de me fazer suspirar em vários momentos. Gostei do fato da autora acrescentar “algo mais” a história do personagem, que é não conseguir lidar com a família que não aceita os rumos profissionais dele ,chegando até mesmo a ele não se mostrar completamente feliz com uma promoção no trabalho.

Parker é uma garota tão divertida quanto Ben, e é ela quem tenta colocar ordem no apartamento com uma lista de regras. Gostei muito também do relacionamento dela com os pais, e o fato deles terem acolhido Ben desde o início como se ele fizesse parte da família.

Parker é mais que uma amiga.

Talvez sempre tenha sido isso.

É o tipo de percepção capaz de virar alguém do avesso, mas mesmo assim…

Não posso contar pra ela.

A não ser que queira perder Parker de vez.

O livro é escrito em primeira pessoa, sob a perspectiva dos protagonistas. E se vocês já leram outras resenhas deste livro, já devem estar cansados de ver todo mundo dizendo que esta história é estilo “filme da Sessão da Tarde”, e não há forma melhor de defini-lo, porque ele é bem isso mesmo: uma comédia romântica que vai do fofo, ao divertido e de vez em quando dando uma passadinha pelo dramático.

A história me prendeu logo na primeira página, foi puro amor a essa história do início ao fim.

A autora soube dosar muito bem as cargas dramáticas e cômicas, além de não ficar se prendendo a detalhes. A história flui muito bem, e em poucas páginas muita coisa acontece, e sem deixar nada mau explicado, e sempre aumentando nossas expectativas.

E se o cara certo aplacar meu desejo sexual for alguém me faz rir? Alguém com quem consigo conversar. E se ocara certo… estiver bem na minha cara?

Após terminar “Mais que amigos”, fiquei numa baita ressaca literária, daquelas de não saber qual o próximo livro a ler.

Me apaixonei por Parker e Ben, e principalmente pela escrita leve e divertida de Lauren Layne. Não há como não se ver presa a essa história, imaginando qual o próximo passo dessa amizade.

Livro mais que recomendado!

 

Participe do comentário premiado de outubro clicando aqui

 

 

Anúncios

4 comentários em “[RESENHA] “Mais que amigos”, de Lauren Layne por Editora Paralela – @Editora Paralela

  1. Oi Rê,
    Também adoro esses clichês de melhores amigos, são uns romances tão sinceros não é? Tô com o livro na prateleira já, e é uma das minhas próximas leituras .
    Eu já tinha achado a história divertida, e sabendo que o tem uma escrita leve, torna ainda não gostoso. Sem dúvidas também vou me apaixonar.
    Beijos

  2. Oi Renata!
    Vdd… li mtas resenhas desse livro, todo mundo que já leu, flando da fofura do enredo, eu confesso que estou bem curiosa pra ler, parece bom.
    Bjs!

  3. Aaaa parece ser um livro muito fofo 😍 Já estava na minha wishlist , espero ler em breve esse livro 😍Ameiiii a resenha 😘A ft tá maravilinda 💟🤗

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s