Resenha

[RESENHA] “A magia do inverno” (Duologia Furthermore – Livro 2), de Tahereh Mafi por Universo dos Livros – @TaherefMafi @univdoslivros

Não consegui esperar e voltei para esse mundo mágico de Futhermore.

“Embarque em uma incrível jornada pela terra de Whichwood nessa impressionante continuação do aclamado best-seller Além da Magia, de Tahereh Mafi! Nossa história começa em uma noite congelante… Laylee mal consegue se lembrar dos tempos felizes antes de sua mãe morrer. Antes de seu pai, levado pela dor, perder o juízo (e o caminho), e ela ser abandonada como a única mordeshoor restante na cidade de Whichwood, destinada a passar seus dias esfregando a pele e a alma dos defuntos nos preparativos para suas vidas após a morte.

Ficou fácil esquecer e ainda mais fácil ignorar não apenas sua crescente solidão, mas a forma como suas mãos exaustas, assim como seus cabelos, estão se enrijecendo e se tornando acinzentados. No entanto, alguns estranhos conhecidos irão aparecer e o mundo de Laylee irá virar de ponta-cabeça enquanto ela redescobre a magia, a cor e o poder de cura da amizade.

Exuberante e encantadora, a aclamada Tahereh Mafi tece uma nova aventura mágica neste mundo persa fantasiosamente sombrio, trazendo ao público novamente Alice Queensmeadow e Oliver Newbanks, protagonistas de Além da magia.”

AMAZON

“A Magia do Inverno” é o segundo livro da duologia “Além da Magia” (resenha aqui), onde fomos apresentados ao mundo mágico de Futhermore. E eu fiquei tão encantada que não consegue me segurar e fui logo ler o próximo.

Aqui o leitor é apresentado a Laylee que com a morte da mãe, a jovem torna-se a única Mordershoor na cidade de Wichwood. Antes disso, ela não lembra de ter momentos felizes já que é cuidadora de corpos que já faleceram e tem contato direto com eles. E para piorar a vida dessa jovem com uma grande carga tem o pai não é mais presença e que perdeu o juízo.

“Porque uma coisa é contemplar os mortos, mas segurar a morte nos braços é outra bem diferente.”

Para Laylee sua vida tem um plano traçado: vai passar toda a vida esfregando a pele e a alma dos defuntos preparando-os para o pós-morte. Mas não contava com a chegada de Alice e Oliver – dois estranhos que se prontificam a ajudá-la.

Porém, nem tudo são flores. Alice e Oliver não estão em Wichwood á toa, vieram numa missão dos anciãos e não tem a mínima ideia do porquê estão ali. No entanto, ajudar Laylee seja mais difícil do que pensam. E para Laylee incluir dois estranhos no seu mundo pode não ser tão fácil assim.

“Os três sabiam, sem dizer nada, que podiam contar um com o outro e que, de alguma forma, suas vidas importavam um para o outro. Esse era um presente que pouquíssimas pessoas tinham recebido em suas vidas.”

O que amei na Laylee é que diferente de muitas personagens felizes, a dor que ela carrega é grande; com dias sombrios, introspectivos e com muita dor. Mas também é uma história cheia de magia e que nos ensina grandes lições, até mais do que o primeiro volume dessa duologia. E não é preciso ler o anterior para ler esse, pois a autora situa bem o leitor e isso ajuda a compreensão.

A amizade que se surge e cria base nesse volume foi o que mais me agradou. Chega até ser empolgante ver quatro jovens que nunca se viram antes estarem tão ligados. Tudo é muito honesto, singelo e veraz. Há muita bondade e nas entrelinhas aprendi mais um pouco sobre o verdadeiro significado da amizade.

“É aqui está o que há de mais estranho nos sentimentos: às vezes, eles crescem lentamente, um tijolinho cuidadosamente colocado sobre ao outro ao longo de anos de trabalho e dedicação; uma vez construídas, essas bases tornem-se inabaláveis.”

E por mais que o trabalho da Laylee seja um dos menos convencionais foi isso que mais me agradou. O livro se passar no inverno trouxe um tom lúdico para a narrativa, além de um pouco de vista sobre a morte muito interessante. Posso ser um pouquinho mórbida? Talvez… Mas acredite, é muito interessante!

Nesse segundo livro consegui reviver a mágica muito viva no texto da Tahereh Mafi, seu lirismo maravilhoso e o lugar incrível que ela cria e envolve seus personagens. Vivi diversas aventuras com os personagens e amei o poder da amizade e como ela é importante.

Participe do “Comentário Premiado de Setembro” clicando aqui

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s