Resenha

[RESENHA] “Sempre foi você” de Carrie Elks por Universo dos Livros – @CarrieElks @univdoslivros

Querem um livro fofinho? Fica a dica!

“Richard, nós tivemos um bebê”.
Londres, 31 de dezembro de 1999. Aos 17 anos, a britânica Hanna Vincent conhece o americano Richard Larsen: um estudante rico, encantador e sedutor que vai virar seu mundo de ponta-cabeça. Um relacionamento entre eles é improvável, já que vivem em mundos completamente diferentes. Mas aos poucos uma grande amizade vai surgindo e leva os dois a uma relação explosiva, cheia de paixão, amor e aventura. 
Emocionante e comovente, Sempre Foi Você é uma genuína história de amor. Você daria uma segunda chance ao amor da sua vida?

AMAZON

Quando comecei esse livro a última coisa que esperava é que se tornaria um dos meus favoritos da vida, daqueles que dá vontade de apertar contra o peito e reler assim que acabou de virar a última página. Só pra deixar registrado, a Editora Universo dos Livros está publicando uns livros mega lindos, já quero ir lá stalkear tudo o que está publicando… porque só acho que preciso de todos!

Sempre Foi Você” tem aquele tipo de narrativa que amo onde o leitor acompanha uma boa parte da vida dos personagens. Suas conquistas, seus tropeços, as alegrias e tristeza que apenas 12 anos ao lado de alguém dá pra perceber. E quando abrimos a primeira página e conhecemos a linda Hanna ela tem apenas 17 anos e está numa fase bem rebelde da vida. Já Richard está na faculdade e enfrentando uma fase diferente dela, mas o que os aproxima é que a mãe da Hanna trabalha com buffet e ela vai ajudar numa noite difícil onde uma funcionária falta.

“Com a rotina de pôr Ruby na cama, um programa de tevê preferido e o compartilhamento de cerveja e cookies, eles estavam se tornando a paródia de um velho casal…Tirando a parte do sexo.”

Dizer que a química é instantânea é um erro (graças a Deus!), mas o jeito amável de Hanna trata Ruby, a irmã mais nova de Richard, abre oportunidades que se não fosse assim nada no livro teria acontecido. E assim, Hanna se torna muito necessária na vida dos Larsen em Londres e bem íntima da família. Já Richard estuda em Columbia, em Nova Iorque, e visita a família sempre que pode; mas nem a distância vai impedir que uma amizade muito forte seja construída entre eles. Telefonemas, emails e visitas esporádicas vão dando vida a cada capítulo e assim a relação deles vai se fortalecendo.

“Saber que ele estava tão perto e tão longe ao mesmo tempo doía demais, uma sensação só amortecida pela rendição ao sono.”

Amo o estilo de narrativa em terceira pessoa, que além de poder circular entre vários personagens, também tem o poder de nos tornar mais íntimos dos personagens principais. E a autora Carrie Elks tem um estilo de escrita muito bonito, tanto que quis acabar o livro o mais rápido possível devido aos acontecimentos vívidos que me mantive cativa do início ao fim.

“A ausência de Richard era como uma faca no peito. Em toda parte havia lembretes do que ela tivera e perdera. Um amor descartado tão estupidamente. Mais do que nunca, ela queria voltar no tempo e ser aquela garota outra vez, a garota que tinha rido com os Larsen e ajudado a mãe em festas.”

E teve um dado momento em que eu me perguntei se o livro ia progredir para um amor romântico, pois o amor baseado na amizade que Richard e Hanna tinham era tão bonito que eu duvidei se mudaria. E preciso ressaltar que o tempo em nada ajudava esses protagonistas, que mesmo com uma relação bem estreita nunca encontravam o momento certo. Quando um estava num relacionamento, o outro estava cheio de problemas e vice-versa; todavia, quando acontece é de um jeito tão fofo, e cauteloso pois o medo de ambos se magoarem ou o outro não sentir a mesma coisa foi de encher o peito. Eu realmente torci por eles.

“Lembro de cada minuto, Hanna. É você que me faz perder a cabeça.”

Nada é fácil para eles. Quando a vida ajuda algo vem e desmorona tudo, mas por meios tortos arruma um jeito de fazê-los ficar juntos quando o amor dá frutos, e aí começa uma nova trajetória para fazer o que há 12 anos deveria ter dado certo desde o início. Eu amei “Sempre Foi Você” e não sei mais o que dizer para incentivar você que está lendo essa resenha a parar tudo que está fazendo e começar a ler esse livro. É uma leitura com um amor crível, cheio de expectativas e também repleto de acontecimentos baseados na vida real. Por mais autoras que consigam me transportar para uma história linda e tocante assim.

Participe do “Comentário Premiado” de maio clicando aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s