Resenha

[RESENHA] “Madrugadas de Desejo” de Jayne Fresina por Única Editora – @UnicaEditora

Que livro empoderador mesmo sendo do século 19 ❤

Um jogo de mistério e sedução que não terminará a menos que os dois se entreguem. A Inglaterra do século XIX é elegante, charmosa e aventureira. Um lugar onde é difícil não se deixar levar pelos deliciosos (e perigosos) jogos que lords e ladies libertinamente experimentam. Não poderia ser diferente na bela Brighton, o lar de Ellie Vyne e James Hartley: inimigos declarados desde a infância. Ellie sempre foi uma mulher de ideias a frente de seu tempo, temperamento forte, ousada e, principalmente, avessa a todas as tentativas de suas irmãs para lhe arrumarem um marido. Afinal, com 27 anos era um absurdo ainda perambular sozinha por aí. E é claro que James, um dos solteiros mais cobiçados da cidade, fazia questão de deixar clara sua desaprovação. Durante suas misteriosas escapadas, Ellie rouba algo muito precioso de James, que não terá paz até descobrir a identidade do ladrão. Querendo ou não, eles estão cada vez mais próximos. Como resistir ao charme de James e levar sua mentira adiante? Nesse jogo de perdição, Ellie arriscará tudo, inclusive seu coração. Enquanto James tenta desvendar o segredo da jovem, o desejo proibido que surge entre os dois será capaz de romper com todas as regras da alta sociedade inglesa.

AMAZON

Passar as últimas duas semanas lendo apenas romances históricos me trouxe a sensação ainda mais presente de que esse é o gênero literário que mais amo. E “Madrugas de Desejo” foi o primeiro que peguei da minha pilha de livro para ler e foi muito show.

Um homem e uma mulher que são inimigos declarados desde a infância tem um reencontro inusitado, onde nenhum deles sabe a identidade dos outro, mas esse dia toca ambos de uma forma profunda e com um suave toque de caça ás cegas. Ellie Vyne é uma jovem que mesmo com menos de 28 anos já é considerada uma solteirona e foge das tentativas de suas irmãs em casá-la, e James Harley é um libertino que gosta de suas aventuras e não quer se ligar á ninguém.

” – Senhor, é isso que acontece com libertino que vão envelhecendo. As mulheres passa a vê-los como inofensivos, como alguém que está do lado delas.”

Ellie está muito tranquila com respeito a como sua vida está. Não quer casar e aproveita muito a liberdade que tem, no entanto, a única coisa que a preocupa é conseguir dinheiro para ajudar seu pai a se sustentar. E isso a leva a usar um disfarce, e como brincadeira do destino, Ellie rouba um pertence muito precioso de James e é como se uma caçada começasse.

“- Então, venha me encontrar novamente quando estiver sóbrio. Pegue-me, se for capaz.” 

James quer seu pertence de volta, mas não antes de fazer com que a Srta. Ellie seja dele. A personalidade da Ellie é algo contagiante e eu entendi porque o jeito aventureiro e sagaz da jovem o atormenta e o atrai como uma formiga para um doce, e eu fiquei cativada por isso. E mesmo sofrendo tanta pressão por partes das irmãs que em nenhum momento estão do lado dela ou sequer dão algum crédito para os seus desejos, Ellie arruma um jeito bem louco de ser livre. Mas James não a deixará tão livre assim.

“Ele percebeu que uma coisa era certa, ela nunca choraria em seu ombro com seus problemas. Ela não queria ser salva nem consolada por ele.”

Nosso mocinho é um cavalheiro de posses que pela primeira vez vê em Ellie a ideia de constituir uma família. E é quando ela propõe cinco noites para receber seus serviços de garanhão mais cartas são postas nas mesas e mais envolvimento acontece. James é um ótimo personagem, porém cada vez que a Ellie abria a boca mais eu ficava enlaçada pelo jeito carismático e louca dela – e James também.

“Estranhamente, essa mulher a quem ele sempre criticou para quem ouvisse acabou se tornando a parceira perfeita para James.”

Odeio quando dizem que as mocinhas de romances de época são “á frente de seu tempo”, mas não existe outra expressão que explique melhor que tipo de pessoa Ellie é. Ela é realmente assim: com pensamentos próprios, com questionamentos diferenciados e propostas divertidas; tanto que a personagem é um tanto desprovida de decoro – o que é meio hilário devido á época -, no entanto, isso a torna muito interessante a cada virada de página.

E deixo como surpresa para o leitor o fator familiar da Ellie que foi algo que não esperava e que me pegou de jeito. Em nenhum momento suspeitei de nada, pois algo criado pela própria protagonista acaba se virando contra ela em certo momento no livro, e eu só queria gritar devido á imprevisto repentino que trouxe a trama. Amei mesmo!

Jayne Fresina é uma autora muito carismática que mesmo com uma narrativa em terceira pessoa mostrando os pontos de vista dos personagens principais consegue trazer diversidade na hora da escrita.

Participe do “Comentário Premiado de Março” clicando aqui

 

Anúncios

9 comentários em “[RESENHA] “Madrugadas de Desejo” de Jayne Fresina por Única Editora – @UnicaEditora

  1. Eu comprei esse livro mesmo foi por impulso porque ele estava por r$ 10 uma feira de livros perto da minha casa mas eu me surpreendi com história até porque eu sou apaixonada por romances de época e o livro é muito bem escrito e eu acabei gostando muito do trabalho da autora nesse livro

    1. Olá Carolina, tudo bom?
      Feiras de livro sempre trás boas aquisições.
      Tbm amei muito essa leituras.
      Ótimas leituras para abril. Bjks

  2. Clarisse!
    Sou uma eterna apaixonada pelos romances de época e se tem protagonista que foge ao padrão social de sua época e se torna forte, daí me pega de jeito.
    Gostaria demais de poder ler esse romance.
    “Não cruze os braços diante de uma dificuldade, pois o maior homem do mundo morreu de braços abertos!” (Desconhecido)
    BOA PÁSCOA!
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    1. Essas com certeza são as melhores protagonistas.
      Leia Jayne, não vai se decepcionar.
      Boas leituras para ti.

  3. Boa Noite….
    E vamos lá….
    Adorei sobre seu ponto em relação ao livro Clarisse.😉
    Posso dizer que gosto de romances de época, mas não é meu favorito.
    Gostei muita da trama da historia…..posso dizer que essa intriga entre os dois na verdade era paixão 💖💖💖……
    Espero poder ler essa historia para poder comentar mais.😘
    Bjs…

    1. Oie Carla, cada um tem suas preferências de gênero. Qual é a sua?
      Gosto muito de intriga em qualquer gênero, ainda mais com um pouco de implicância e amor escondido.
      Ótimas leituras para ti ❤

  4. Oi Clarisse!
    Tbm não gosto qdo flam isso doas moçinhas de época não, eu gosto mto qdo conheço personagens como Elie, parece ser um enredo mto bom, eu acabe ide ler um romance de época e cada vez mais me encanto pelo gênero, gosto mto.
    Este eu ainda não conhecia então vou add aos desejados e torcer pra conseguir uma chance de ler em breve.
    Bjs!

    1. Oie Aline, tudo bom?
      Que bom achar alguém que compartilha da mesma opinião. Fica muito estranho essa expressão nas mocinhas.
      Qual livro de época você leu?
      Bjks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s