Resenha

[RESENHA] “Meu homem ideal” (Série Amores Possíveis, Casais Ideais – Livro 2) de Bernadete Estanini

Hoje é dia de resenha nacional cheia de surpresas e reviravoltas.

Cansada de suas intermináveis crises de fibromialgia, Beatriz Rossini, uma secretária trilíngue, agenda uma consulta com um reumatologista: o Dr. Rodrigo Zanin. Ela só não esperava que, além de lindo, misterioso e com uma aura triste no olhar, ele fosse um homem com atributos e qualidades inimagináveis, e que uma simples consulta mudasse sua perspectiva de vida, principalmente em relação ao amor.

Porém, com o retorno do filho do presidente da multinacional, onde trabalha há anos, e com quem tem uma relação conturbada, Bia se depara com questões que até então lhe eram desconhecidas, e esse relacionamento tempestuoso começa a despertar outros sentimentos. 

Tudo parecia perfeito até que uma reviravolta a deixa completamente fragilizada. 

Perante tantas dúvidas e incertezas, seu coração é posto à prova. E Beatriz terá que fazer a maior escolha da sua vida: seguir o coração ou a razão?

AMAZON

“Meu homem ideal”, é o segundo livro da série “Amores possíveis, casais ideais” protagonizado por Bia e Rodrigo, que se conhecem em um consultório médico.

Rodrigo é médico reumatologista e está atendendo Bia que sofre dores profundas causada pela fibromialgia; e neste ponto a autora já me chamou muito atenção por ser uma doença que considero silenciosa por ter poucos sintomas além de fortes dores pelo corpo. E é assim que um amor rápido e simples surge entre esses personagens.

“Nas semana seguintes, me peguei inúmeras vezes pensando em Beatriz, e como sua beleza e sinceridade me atingiram como uma flecha.”

Porém, a autora nos faz uma grande surpresa em apresentar um novo personagem que deixará o enredo bem mais interessante com a aparição de Arthur, que é filho do dono da AJS, a empresa automobilística em que Bia trabalha por mais de 14 anos. Eles sempre se conheceram e agora está de volta, e rouba a cena com seu jeito playboy, decidido e totalmente irritante. Enquanto Bia e Rodrigo tem um amor singelo, Arthur que também é muito apaixonado pela garota é o responsável por apimentar as coisas mesmo que seu jeito seja um tanto impulsivo e problemático.

E foi assim que eu shippei errado pela primeira vez na minha vida lendo um livro. Se eu shippo errado vendo doramas? COM CERTEZA, já faz parte de quem eu sou; mas com livros foi minha primeira, e senti muita vontade de esganar a autora. Bernadete perdeu uma oportunidade de tornar Meu Homem Ideal simplesmente BOMBÁSTICO por ter seguido um caminho seguro, em vez de torná-lo avassalador.

No entanto, também pensei por outro lado: nem todos os romances tem que ser cheios de farpas e enlouquecedores. Bia e Rodrigo são um casal que poderia ser como qualquer outro, mas a autora deixou por conta do passado de Rodrigo todo o drama cheio de reviravoltas que nos deixa vibrando.

“Anjo, qualquer versão sua é minha preferida. Amo você, Bia.. Cada pedacinho seu.”

Então, você terá que ler para entender do que estou falando e decidir de que lado está. Porque eu shippei e vou continuar shippando Bia e Arthur ❤

Participe do “Comentário Premiado de Fevereiro” clicando aqui

 

 

Anúncios

6 comentários em “[RESENHA] “Meu homem ideal” (Série Amores Possíveis, Casais Ideais – Livro 2) de Bernadete Estanini

  1. Clarisse!
    Bem, não entendi bem, mas acredito que a autora poderia ter feito um personagem melhor para que desse certo no livro, é isso?
    “Quer você acredite que consiga fazer uma coisa ou não, você está certo.” (Henry Ford)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    1. Isso. Ela poderia ter feito um personagem mais cativante e com mais conflitos.
      Fiquei achando o personagem muito passivo e sem graça.

      Bjks

  2. kkkkk não lembro se já shippei errado nos livros e pra ser sincera não sou fã de triângulos mas tendo a oportunidade de ler é bem capaz de eu shippar ela com o problemático haha… Achei a ideia do livro interessante apesar do triângulo, conheço pouco sobre a doença que ele aborda e acho que seria bacana acompanhar essa história. Ótima resenha Clarisse 😉

    1. Só você lendo pra entender Lili. E você ia shippar ela com o problemática. Eles eram perfeitos um para o outro… ❤
      Até que gosto de triângulo amoroso se for bem construído, mas a maioria das autoras já deixam logo de cara a preferência da menina, então fica difícil defender hahahaha

      Bjks querida. Sempre bom te ver comentando por aqui ❤

  3. Oi Clarisse!
    Já me apaixonei por essa capa, depois lendo sua resenha, eu tô ainda mais…
    Não conhecia a série até agora, sendo um gênero que eu amo gostaria mto de uma oportunidade ler, parece ser uma linda história, espero conseguir em breve.

    Bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s