Resenha

[RESENHA] “Socrates in Love” de Kyoichi Katayama e Kazumi Kazui por Editora JBC – @editorajbc

Hoje estou tão feliz! Pois é com muito prazer que resenho meu primeiro mangá no blog. Espero que vocês gostem.

Baseado no romance Sekai no Chuushin de Ai wo Sakebu, de Kyoichi Katayama, Socrates in Love – O Amor Sobrevive ao Tempo, lançado pela Editora JBC, narra através do traço delicado, mas contundente, da desenhista Kazumi Kazui o trágico primeiro amor de um casal de adolescentes. O romance nasceu quando o escritor japonês Kyoichi Katayama, ao ler um livro de filosofia, deparou-se com a frase: “o amor é uma forma de violência que obriga as pessoas a pensarem”. Intrigado, ele decidiu criar uma história que simbolizasse a ideia. O livro mais vendido do Japão virou mangá e o sucesso de venda se repetiu, tanto no Japão quanto nos Estados Unidos. O enredo é tão forte e cativante que emocionou até a desenhista Kazumi Kazui que, a partir da metade da história, criou todos os desenhos com os olhos cheios de lágrimas.

AMAZON

Amar um mangá por tanto tempo e não saber que ele era um livro que já tem publicação no Brasil: como lidar?

Socrates in Love – O amor sobrevive ao tempo foi originalmente lançado em 2004 no Japão e no Brasil apenas em 2007, mas só fui conhecê-lo em 2009 na Bienal do Rio de Janeiro. Comprei e fiquei apaixonada. E por vários anos o reli, mas nunca quis resenhá-lo devido a carga dramática e não saber muito o que dizer.

Mas com essa descoberta tardia que Socrates é uma adaptação de Sekai no Chuushin de, Ai wo Sakebu para mangá. Como também foi adaptado para um J-Drama (dorama japonês) e foi publicado o livro em 2011 que leva o nome de Um grito de amor no centro do mundo, publicado pelo Grupo Companhia das Letras.

Não vou esganar você, caro leitor, dizendo que me interessei por esse mangá porque ele é um romance. Não, seria uma mentira. Gostei porque percebi que era triste e que no mínimo ele me faria derramar algumas lágrimas. Porque sim, eu sou esse tipo de pessoa masoquista. Adoro histórias tristes.

Socrates in love realmente me proporcionou o que eu queria: é a linda história de Aki e Sakaturô que se apaixonam ainda muito jovens no ensino fundamental e levam esse sentimento por muitos anos, aprendendo mais sobre si mesmo e sobre o outro, tornando esse amor mais intenso e verdadeiro.

“O fato dela estar por perto já era suficiente, ainda que não fosse minha… mas, agora, a Aki era minha.”

Aki é uma jovem com sonhos de fazer intercâmbio, muito positiva e otimista. Enquanto, Saku-Chan, como Aki carinhosamente o chama é mais pé no chão e um tanto frio que vai aprender com a menina como se doar e gostar de alguém. E em muitos momentos me diverti muito lendo em como a Aki queria fazer coisas fofas de menina com o Saku-Chan e eu morria de rir lembrando dos doramas que gosto e de outros animes que vi ou mangás que li. É tudo muito característico da cultura oriental e é impossível não arrancar um sorriso de quem lê.

Mas conforme os anos passos e eles vão descobrindo sobre amadurecer. Saku-chan tem um avô que o ensina lições valiosas, e Aki precisa lidar com uma doença que a desestabiliza. E é nesse ponto que todo o drama da história romântica desses personagens está centrada. E foi impossível não lembrar de livros que eu amo muito, como: Um Amor para Recordar, A Guardiã da Minha Irmã e A Culpa das Estrelas.

“Por isso, eu continuei a chamar por ela para nunca perdê-la de vista. Quantas vezes fosse preciso. “

Socrates in Love é uma história triste, mas que também deixa muitas lições bonitas sobre como uma pessoa é importante na nossa vida ela permanece. Ou em como a gente precisa aproveitar os momentos com as pessoas que amamos pois elas não vivem para sempre.

Enfim, esse lindo e tocante mangá pela quinta vez sendo lido aqueceu meu coração e me mostrou o poder daquela história que nunca morre.

 

Participe do “Comentário Premiado de Janeiro” clicando aqui 

Anúncios

8 comentários em “[RESENHA] “Socrates in Love” de Kyoichi Katayama e Kazumi Kazui por Editora JBC – @editorajbc

  1. Aonde eu tô tendo uma crise de risos porque eu tinha visto a sinopse desse livro uma página no Instagram mas acabei perdendo ela de vista e não consegui me lembrar o nome do livro mas agora acabei de achar ele totalmente por acaso a sua página então tipo não sei nem o que dizer só o que sentia Acabei de finalizar minha compra dessa maravilha na Saraiva

  2. Clarisse!
    Nunca li nenhum mangá, mas ganhei um de uma amiga e já ando curiosa pela leitura, pois dizem que são histórias adolescentes e jovem adultos que além de traerem romance, trazem drama e alguns uma certa tristeza.
    Já anotei esse…
    Desejo uma semana mais que abençoada e Novo Ano repleto de realizações!!
    “Meta para o Ano Novo? Ser feliz!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    1º TOP COMENTARISTA do ano 3 livros + Kit de papelaria, 3 ganhadores, participem!

    1. Rudy, qual você ganhou da sua amiga?
      Sim, os mangás são cheios de histórias positivas, de encorajamento e lições.
      O mundo asiático é muito intenso sabe… eu amo por causa disso. E Socrates in Love não é uma exceção.

      Está lendo o que de bom? Sempre vejo seu insta, mas não vejo suas leituras em andamento por lá. Bjks

    1. Oie Aline, nossa tbm queria ter uma coleção de alguns mangás que li e queria ter em casa para pegar quando dá vontade.
      Você anda lendo o que de bom??

      Bjks

  3. Oi Clarisse, eu pego leve nesse lance de dramas haha, leio alguns mas não muitos pois não é sempre que tô pra derramar lágrimas e como essa história fez até a desenhista se emocionar bastante como vi ali na sinopse, essa é uma história bem triste mesmo. Ainda assim, eu curti a resenha e de saber como foi tua experiência com essa história, talvez mais a frente eu me arrisque lendo ela 😉

    1. Eu te entendo Lili, não é sempre que estamos afim de chorar hahahaha
      Se joga nos livros sentimentais então. Você gosta de ler que tipo de literatura?

      Bjks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s