Resenha

[ESPECIAL DE NATAL] Conto: “10 Segundo” de Robson Gabriel – @WoeIsRobs

Olá queridos!!

Hoje temos uma resenha muito divertida e que tem um tema muito específico.

Willian cansou de dar ouvidos aos comentários idiotas sobre seu peso, ou por ser gay e negro faz um bom tempo. Tudo o que o jovem quer é ser feliz e estar de bem consigo mesmo. E foi pensando nisso, que ele trabalhou duro durante boa parte da sua adolescência para realizar o sonho de passar a virada de ano na Times Square durante a descida Bola de Ano Novo. 

Ele sabia que cada centavo suado valeria a pena, afinal, todo sonho realizado vale a pena. Mas ele não esperava que sua falta de organização custaria tão caro. Willian mal fala meia duzia de palavras em Inglês e, para completar o pacote, não fez nenhum roteiro para viagem. Assim que chega ao aeroporto e desembarca, o jovem de vinte e seis anos se vê perdido, sem saber como chegar ao seu destino. O surto é garantido, claro que é, afinal, quem é que gostaria de arruinar os próprios sonhos?

Só que essa coisa chamada destino adora pregar peças na vida das pessoas. Willian se reencontra com um velho conhecido no café do aeroporto, o que libera memórias boas e ruins dentro do rapaz. Até que ponto ele pode chamar de sorte o reencontro com o cara mais amado e, ao mesmo tempo, odiado de sua vida? 

“10 Segundos” é um conto divertido sobre reencontros, perda e superação que promete arrebatar o coração dos leitores ao mesmo tempo em que quebra diversos padrões impostos pela sociedade.

Oficialmente esse é meu primeiro livro LGBT e fiquei maravilhada por ter começado justamente por uma indicação do meu amigo Henri. Ele tem um gosto que respeito e admiro.

O sonho pelo qual Willian trabalhou arduamente foi passar a virada de ano na Times Square com todas aquelas luzes e aguardando a Bola de Ano Novo descer. E ao desembarcar no aeroporto, ele tem a absoluta certeza de que o esforço valeu a pena – mesmo não sabendo muita coisa de inglês.

E foi aí que já amei as características de Willian. Ele é determinado, divertido e aventureiro, mas isso não o desanima, pois tudo o que nosso protagonista quer é ser feliz. No passado já passou por preconceito, comentários negativos sobre ser gordo ou negro, mas isso só o tornou mais firme.

“Já pensou se eu fosse me importar com todo ‘Nossa, além de preto, ainda é gordo e veado?’.

Com a ajuda do cupido, Willian reencontra um amigo de longa data que será como viajar no tempo e topar com lembranças nem tão boas, mas que os ajudarão a perceber o agora.

“Um reencontro como este nunca é por acaso, alguma coisa esse tal de destino está aprontando.”

É preciso lembrar que peguei esse livro ás cegas, apenas com o entusiasmo de um amigo que curte esse gênero do qual nunca li e nem sabia o que esperar. Mas o que encontrei nessas 30 páginas me encheram de animação em conhecer outros livros do Robson (e também dentro do gênero), pois o autor tem uma visão sagaz e divertida sobre a vida.

Mas o que realmente me cativou durante a leitura foram os problemas e a caracterização muito reais para seus personagens. Willian e seu interesse amoroso eram pessoas que já vi por aí e isso é essencial. Não quero ler sobre personagens que parecem ter sido programados para fazer isso ou aquilo. Quero ler sobre pessoas reais, com problemas parecidos com os meus (ou de outros com quem já conversei). Willian foi real.

“10 Segundos” é um conto cheio de referências ao mundo LGBT que me fez dar muitas gargalhadas. É também sobre olhar as pessoas com os olhos do coração e dos verdadeiros sentimentos. E quebra padrões literários do gênero. Obrigada Robson, você arrasou!

Participe do “Comentário Premiado de Dezembro” clicando aqui 

Anúncios

6 comentários em “[ESPECIAL DE NATAL] Conto: “10 Segundo” de Robson Gabriel – @WoeIsRobs

  1. Clarisse!
    Sonho poder passar um reveillon na Times Square, que invejinha do William…kkk
    Gosto de livro LGBT e pelo que pude sentir, este é bem sensível, mesmo falando sobre preconceitos passados.
    Já ouvi bons comentários em outros blogs sobre o autor, mas ainda não tinha lido nada sobre esse conto dele.
    Gostei!
    Um Novo Ano repleto de realizações!!
    “Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.” (Carlos Drummond de Andrade)
    cheirinhos
    Rudy

  2. Eu adoro essa temática em livros e é uma coisa tao real não é mesmo? Bom de ver e gostei do jeito feliz da história também. Do rapaz só querer curtir um pouco, realizar um sonho. Willian parece aquele personagem fácil de gostar e a história mesmo pequena parece bem divertida e fofa. Gostei da dica

  3. Todo mundo quer ser feliz né?! e essa identificação que você citou na resenha, onde podemos ver personagens reais, palpáveis, é bem legal e torna a leitura agradável. Confesso que ainda não tive contato com esse tipo de literatura LGBT, mas achei o conto legal e pode ser uma forma de começar né… 😉

  4. Oi Clarisse….
    Bem….voçe arrasou na resenha…belas palavras.👏👏
    Queria primeiramente dizer que esse conto é bem diferente…e gostei muito sobre o tema dele…não esquecendo é claro a linda capa…😍.
    E voçe esta super certa…temos que valorizar livros com histórias…em que demonstram as situações da nossa vida real……mas de vez enquando..um pouco de fantasia não faz mal…❤
    Bjs

  5. Awnn Clarisse, obrigado pelo carinho ❤️ Fico muito feliz que tenha gostadk a história do Will e que tenha se divertid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s