Resenha

[RESENHA] “Deixe a neve cair” de Maureen Johnson, John Green e Lauren Myracle por Editora Rocco – @editorarocco @maureenjohnson @johngreen @LaurenMyracle

Boa tarde!

Hoje tem um livro super levinho, no entanto carregado de neve. Super fofo! 😍😍

Na noite de natal, uma inesperada tempestade de neve transforma uma pequena cidade num inusitado refúgio para insuspeitos encontros românticos. Em Deixe a neve cair, bem-sucedida parceria entre três autores de grande sucesso entre os jovens, John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle escrevem três hilários e encantadores contos de amor, com direito a surpreendentes armadilhas do destino e beijos de tirar o fôlego. Comédia romântica com a assinatura de um dos maiores bestsellers da atualidade, o livro é o presente de Natal perfeito para os fãs de John Green e de histórias de amor e aventura.

AMAZON

Já tenho esse livro na minha estante há muito tempo e só agora com o Especial de Natal foi que me animei em lê-lo, e com o coração mais do que preparado digo que foi a melhor coisa que fiz.

“Deixe a neve cair” é um livro com 3 contos escritos por 3 autores diferentes, mas que se entrelaçam de um jeito muito divertido e mágico.

Em “O Expresso Jubileu” conhecemos a protagonista Jubileu que está com tudo pronto para curtir seu Natal já que os pais foram para a Cidade do Papai Noel Flobie e seu namorado Noah vai passar um tempo com os pai e depois ele é todo dela. Tudo está certo. No entanto, Jubileu não contava com uma louca surpresa que obrigará a tomar um trem, desfazendo assim todos seus planos para esse dia tão especial. Porém, o inesperado ainda não acabou, afinal a sorte não está ao lado dela e é assim que o trem precisa para no meio do nada antes de chegar ao seu destino por conta da grande nevasca. O destino a fará se encontrar com Stuart, um rapaz que a fará desbrava uma pequena Gracetown, além de conhecer sua mãe Debbie e a irmã mais nova Rachel que são tão afeiçoadas ao Natal como sua própria família.

“Ele desligou? Eu faria alguma coisa. Viria até aqui, com ou sem neve. Talvez pareça idiota, mas eu faria. E quer meu conselho? Se ele não terminar com você, você deveria dar um chute na bunda dele.”

A história de Tobin cruza muito bem com a de Jubileu em “O Milagre de Natal”. Tobin é um cara que está passando o Natal na companhia dos amigos, JP e Duke, já que seus pais ficaram presos em uma convenção odontológica em outra cidade devido a nevasca. Agora lhe restou estar bem acompanhados por James Bond na TV comendo muita besteira já que é a coisa que sua amiga Duke mais gosta de fazer. Só que o mesmo trem em que Jubileu estava, também desembarcou um grupo muito animado de líderes de torcida que acamparam na Wafle House, e agora Jeun o gerente, intimou Tobin e JP a sair de casa e atravessar a nevasca para ter a companhia mais do que quente dessas lindas animadoras. Esse foi um conto que gostei apesar de não ser primoroso, mas que gostaria que a Duke – a única menina do grupo – tivesse mais voz e fosse mais explorada, pois ficou parecendo que o único objetivo dela era ser par de um dos meninos.

“Então vocês têm uma vantagem. Sei que não falharão. Sei que posso contar com você para trazerem o Twister. Cavalheiros, façam uma viagem segura e rápida. Mas, se morrerem esta noite, morram cientes de que sacrificaram as vidas pela mais nobre das causas do homem. A busca por líderes de torcida.”

Addie em plena época de Natal acabou de fazer uma grande burrada: beijou um garoto que não é seu namorado. E agora parece que jogou tudo para o ar. Só que Dorrie e Tegan, suas melhores amigas, não a deixarão sozinha em um momento tão difícil, no entanto, Addie não fará com que o consolo seja algo fácil, levando assim com que Dorrie diga coisas não tão amáveis, só que muito verdadeiras para a amiga. E isso acarretará em outras situações em que a jovem Addie perceba que nem tudo o que Dorrie falou seja mentira. E agora, o que Addie fará e ao mesmo tempo, como fará com que Jeb perceba que ela o ama de verdade? Esse foi o conto que mais falou comigo, pois amo personagens intensos e que de fato precisam aprender algo afim de se tornar alguém melhor.

“Eu certamente não estava cheia da alegria e da mágica do Natal. Na verdade, eu não tinha certeza se ainda acreditava na alegria e na mágica do Natal.”

O conto do John Green agradou e me fez dar algumas gargalhadas, mas fiquei esperando algo diferente. Nunca tinha lido nada da Maureen Johnson, mas já tinha visto muitos outros livros dela serem bem comentados, e entendi o porque: com uma escrita divertida e cheia de surpresas, a autora nos leva por um mundo com personagens engraçados e excêntricos.  E o da Lauren foi interessante e muito mais introspectivo, me levando a entender de que cada conto tem seu papel, seja divertir ou me fazer pensar, mas os três foram muito bem apreciados e indico a leitura do livro.

Participe do “Comentário Premiado de Dezembro” clicando aqui 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s