Resenha

[RESENHA] “Sadie e Max” por Cinthia Basso

Boa tarde pessoal!

Hoje temos um conto muito gostosinho e que vale muito a pena ser lido. Espero que gostem!

 

Sadie e Max são duas pessoas que não acreditam no amor. Por motivos diferentes e realidades opostas. Mas, e se em um olhar tudo mudasse? Eles estão prestes a se surpreenderem e descobrirem um dos caminhos que levam ao amor.

AMAZON

 

Logo após minha primeira má experiência com a Cinthia Basso lendo “Meu Astro do Basquete” e ter dado uma estrela, não me conformei por ter sido tão ruim. E geralmente não me conformo mesmo, porque sempre penso que nada é totalmente verdade. Não quer dizer que um livro de um autor foi ruim que todos os próximos serão. Então, eu tenho a prerrogativa de dar uma segunda chance. SEMPRE!

Olhei na Amazon e escolhi Sadie e Max por ser um conto de 36 páginas e que delícia gente. Sério! E logo nas primeiras páginas fiquei me perguntando onde estava a autora do outro livro. Ainda estou em choque!

Cinthia Basso arrasou, lacrou, pisou nas inimigas e saiu plena nos saltos altos. Com um conto em terceira pessoa, ela foi capaz de criar uma história que se passa em um dia e ao mesmo tempo entrar na cabeça de Sadie e Max de um jeito lindo e poético. E acredito que uma autora é capaz de dar vida á personagens com esse estilo de escrita – que eu super considero difícil – é digna de elogios.

“Enquanto divagava, não percebia max a olhando com extremo interesse e atenção, coisas que ele não costumava direcionar a qualquer pessoa.”

Sadie e Max não acreditam no amor por motivos diferentes e realidades opostas. Mas ao se conhecerem e estarem em um novo momento da vida, talvez possam mudar quando se conhecerem totalmente por acaso. Amei o modo como o encontro ocorreu, e como a fluidez dos diálogos aconteceram, e levando em consideração que é um encontro casual de dois estranhos… mas também tem a profundidade de se expor ao desconhecido.

“Preferia se arrepender de ter feito, ao invés de não ter feito. Ficar imaginando o que poderia acontecer era muito pior do que se arrepender pelo que tinha acontecido.”

Sem fazer nenhum comparação (pois alguns talvez não gostem dessa autora), mas me lembrei muito da autora americana Jennifer E. Smith com seus livros rapidinhos e fofos com amor á primeira vista. E saibam que sou muito contra instalove, mas esse fiquei totalmente cativada pois teve um estrutura maravilhosa. Torci a cada momento por eles, até o final.

Participe do “Comentário Premiado de novembro” clicando aqui 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s