Paraíso da Leitora

[SERIADO] Mindhunter

Bom dia galera!

E o Mês do Horror está quase chegando ao fim e não tenho como agradecer á vocês por tanto apoio. E para o penúltimo dia temos o seriado que balançou os alicerces da Netflix quando estreou dia 13. Vamos lá?

Mindhunter é baseado no best-seller homônimo: Mindhunter – O Primeiro Caçador de Serial Killers Americano, lançado pela Editora Intrínseca, que relata os longos anos que John Douglas passou tentando persuadir o FBI á traçar perfis para serial killers e estupradores.

Um dos aspectos que mais me interessaram enquanto assistia, é que o seriado se passa na década de 80 e a ambientação é mais do que perfeita; seja no jeito de falar, na indumentária ou no cenário. Carros mustang 60-70, gravadores portáteis, calça boca de sino e a cultura hippie estão bem presentes na série.

 

Nessa época, serial killers não eram chamados assim, então Holden Ford (Jonathan Groff) tem um interesse muito profundo por casos assim e entende que é á base da psicologia que conseguirá definir em que padrão cada assassino se enquadra. Logo em seguida, quando conhece Bill Tench (Holt McCallany), que eles tentam permissões com seu superior de que é apenas conversando com os assassinos que conseguirão entender a cabeça de um criminoso.

E a primeira “vítima” é Edmund Kemper, interpretado pelo talentoso Cameron Britton. “Big Ed” é um famoso assassino que cometeu seu primeiro ato com 15 anos de idade, matou várias mulheres, incluindo a mãe. Que maravilha é a atuação desse ator, e fiquei muito impressionada com a interpretação dele e a caracterização tão boa como a realidade (olhe a foto do assassino!).

Bill e Holden ficam cada vez mais interessados e envolvidos com os casos, e como isso afeta seu modo de verem o mundo. E a própria vida real dos agentes, não só eles como também a Dra. Wendy Carr (Anna Torv), uma psicóloga que se junta á equipe. 

Mas preciso deixar claro, que apesar de Mindhunter ser uma série policial não há muito cenas de ação. É um seriado que nos mostra como o FBI tinha suas falhas e preconceitos sobre abrir leques de opções em resolver seus casos. É também sobre a mente humana na sua pior forma. Pode haver gatilhos e cenas ou falas chocantes, mas que juntas dão um peso denso e massacrante para o todo.

Porém, eu não terminei a série entendendo plenamente o funcionamento das mentes desses homens horríveis e mordazes, mas me senti empolgada para entender muito mais. Fiquei curiosa em ler o livro, além de ler outras obras sobre o assunto. Adoro a mente humana, então valeu super á pena.

Totalmente sem filtro, a série não propões fazer os protagonistas serem os salvadores da pátria. Apesar deles darem o pontapé inicial para um aprendizado que hoje vemos como foi útil, também nos mostra o lado feio em que esses personagens sofreram de alguma forma ao viverem de perto junto com monstros horrorosos. Como já falei, a série não é bonita. Não é alegre e muito menos vai te deixar em paz. Vai te chocar e ao mesmo tempo também fará com que você cliquei no episódio seguinte.

Vá ver e volte para me dizer o que achou.

 

 

Participe do “Comentário Premiado de Outubro” clicando aqui 

Anúncios

3 comentários em “[SERIADO] Mindhunter

  1. Boa noite Clarisse.
    Que pena que o mês do horror ta acabano….😢
    Adorei a dica da serie.👏👏👏
    Vou dar uma espiada….😂
    E concordo com voçê a mente humana não tem LIMITES…😉
    Bjs

  2. Clarisse!
    Acredito que nem mesmo os estudiosos conseguem entender plenamente o funcionamento da mente desses assassinos em série…
    Não li o livro ainda e nem vi a série, mas me interessa muito, porque gosto de analisar o perfil psicológico desses assassios e suas motivações.
    Deve ser uma série fabulosa.
    Desejo uma semana maravilhosa e florida!
    “Para saber uma verdade qualquer a meu respeito, é preciso que eu passe pelo outro.” (Jean-Paul Sartre)
    Cheirinhos
    Rudy

  3. Oi Clarisse, achei a dica dessa série super bacana e pretendo vê-la agora que terminei uma completamente diferente que estava assistindo na Netflix rsr (Narcos), então, como vagou o espaço de uma série vou tentar ver essa que parece ser bem interessante e que me lembra Criminal Minds, outra série que assisto esporadicamente e que gosto e que sempre me surpreende com os serial killers que surgem nos episódios (se ainda não viu recomendo, a equipe é o diferencial da série, que se mostra unida, destaque pra Reid, e tem casos excelentes de nos deixar de cabelo em pé). A vibe anos oitenta dessa série deve deixar ainda mais interessante e ver o surgimento e a importância desse estudo, método, deve ser bem rico pra solução dos casos. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s