Paraíso da Leitora

[MÊS DO HORROR] Subgêneros do Terror na Literatura e no Cinema

Bom dia galera!!
O post de hoje é para aprendermos algumas coisas muito importantes sobre a literatura e o cinema de terror. Pois assim como no romance há vários gêneros e subgêneros que desconhecemos. E no terror também é da mesma forma.

Gente, quando eu mencionei querer fazer um Mês do Horror eu não sabia onde estava me metendo. É até engraçado dizer isso, mas eu não tinha a menor ideia de nada. Sou totalmente leiga.

Meu conhecimento em gostar do gênero é naqueles livros com um pouco de suspense policial, mas que não me deixem apavorada. E um pouco mais sobre filmes, séries e doramas que abrangem o tema de investigação policial ou forense que me deixa simplesmente louca. E só, nada mais.

Então comecei uma busca louca e tamanha foi minha surpresa em achar um site que me deixou por dentro de tudo que envolve terror. E acho que seja tão explicativo como foi para mim. Porque no popular, a gente acaba pensando que é aquele tipo que dá medo e pronto. Mas não, é bem mais que isso.

Leiam o post e vejam como a cabeça de vocês vai melhorar muito nesse sentido. E é iluminador!

Vamos lá?

NA LITERATURA

  • Ameaça sobrenatural: história de terror na qual as regras da existência normal não se aplicam, normalmente mostrando demônios, vampiros e lobisomens.
  • Assombrações: formato clássico centrado na aparição de fantasmas, demônios ou espíritos.
  • Contos sinistros: forma tradicional de terror que apresenta eventos estranhos e inquietantes. Um bom exemplo era o seriado Além da imaginação.
  • Criança em perigo: envolve a abdução ou perseguição de uma criança.
  • Crianças assustadoras: história em que crianças sob influência de forças sombrias voltam-se contra os adultos.
  • Fabulista: deriva das antigas fábulas, com objeto, animais ou forças da natureza antropomorfizados para apresentar uma lição moral.
  • Fantasia sombria: terror com elementos sobrenaturais e de fantasia.
  • Gosmento: estilo que abusa do sangue é abundante, que jorra de forma abundante.
  • Gótico: aproveita-se do cenário da Idade Média, recheado de imagens de decadência e ruína e episódios de aprisionamento e perseguição.
  • Histórico: histórias de terror situadas em um período específico e reconhecido da História.
  • Jovem adulto: terror focado no mercado juvenil, normalmente com heróis da mesma idade ou um pouco mais velhos do que o leitor.
  • Mistério sombrio/noir: inspirado nas histórias de detetives durões, acontecem em um submundo de crime e ambiguidade moral.
  • Psicológico: baseado em uma mente humana perturbada, normalmente explorando realidades alteradas e insanas e exibindo um monstro humano com aspectos aterrorizantes, mas não sobrenaturais.
  • Realismo mágico: um subgênero inspirado nos autores latino-americanos, em que forças ou criaturas extraordinárias aparecem em um cenário de vida real normal.
  • Religioso: utiliza-se de ícones religiosos e da mitologia, especialmente anjos e demônios.
  • Tecnologia: histórias que trazem alguma tecnologia que fugiu ao controle, aventurando-se na expansão do domínio dos computadores, ciberespaço e engenharia genética.
  • Terror cômico: história de terror que satiriza as convenções do gênero.
  • Terror Sci-fi: ficção-científica com uma pegada sombria e mais violenta, normalmente girando em torno de invasões alienígenas, cientistas malucos ou experiências que deram errado.
  • Terror tranquilo: escrito de forma sutil, usa a atmosfera e os pequenos detalhes, em vez da descrição gráfica, para criar medo e suspense.
  • Vampiro erótico: cria uma relação entre sexualidade e vampiros, mas com ênfase na descrição gráfica e na violência.
  • Zumbis: apresentam mortos que retornam para atormentar os vivos.

NO CINEMA

  • Fantástico/Monstros: Filmes com personagens não humanos, ou humanos que sofreram mutação, como no caso de experimentos que deram errado. Esses filmes, normalmente, beiram o trash e o cômico. Principalmente quando os recursos financeiros não são suficientes para criar um monstro “realista”. No caso de filmes que se utilizam da mutação humana, acredito que tenham muito mais efeito psicológico. Seus “vilões” parecem muito mais reais, e com isso tendem a deixar quem assiste com mais medo de dar de cara com um desses por aí, como no filme “A Viagem Maldita”.
  • Zumbis – Quase no mesmo estilo dos “monstros”, os filmes de zumbis abordam o mundo dos “mortos-vivos”. Eles diferem da categoria anterior por não possuírem nenhuma emoção, como amor, ódio, compaixão, e atacarem humanos pelo simples desejo de carne. Já os monstros costumam ser motivados por algum tipo de vingança. Com as evoluções tecnológicas os filmes passaram a criar zumbis cada vez mais realistas, conquistando muitos fãs.  Apesar de Resident Evil não ser enquadrado em “Terror”, vale pela sequencia de filmes, alguns sustos, e pela série de jogos.
  • Sobrenatural: Um dos melhores subgêneros do terror, os filmes com espíritos/fantasmas, utilizam do psicológico e das crenças dos espectadores. Normalmente apoiado na religião, possui um personagem, o principal, que recebe o espírito, é atormentado por ele ou simplesmente conhecedor da sua presença.
  • Slasher – Filmes com serial killers com máscara/fantasia, que matam aleatoriamente. Costumam ser produzidos com baixo orçamento, muito sangue fake e jovens bonitinhas. Sucesso de bilheteria e fracasso nas críticas, esses filmes geralmente possuem muitas sequências e pouca qualidade. Mas mesmo assim não conseguimos não assistir. Nem que seja pra dar boas risadas.
  • Psicológicos – Na minha opinião, o melhor do gênero. Esses filmes tem muito mais foco no desenvolvimento da história e dos personagens do que nas mortes em si. E por isso são tão bons. Sem efeitos especiais de segunda, o filme te faz ficar tenso pela trama bem amarrada, os personagens interessantes e principalmente pelo fato de que tudo aquilo pode acontecer no mundo real. Tirando casos raros, como “O Exorcista”, esses são os únicos filmes do gênero de terror que conquistam a crítica.
Agradecimento aos sites Ronizealine e Agência Caos pela imensa ajuda em entender melhor os subgêneros. Pesquisa é tudo nessa vida!
E aí gente, vocês conheciam esse subgêneros?
Anúncios

10 comentários em “[MÊS DO HORROR] Subgêneros do Terror na Literatura e no Cinema

  1. Oi Clarisse….
    Amei essa explicaçao…..
    Tenho que falar…que adoro filmes, series e livros com terro……
    Livros nem muito, mas ja li história de zumbis…..vampiros eroticos e Ficção Científica❤
    Nos filmes ja assistir varios…..😂

  2. Clarise!
    Aprender é sempre bom, principalmente sobre os subgêneros de qualquer estilo e sobre o terror ainda mais, porque realmente nos confundimos, né?
    Bom era na minha época em que tudo era apenas ficção, tudo era só romance, tudo era só terror… Hoje tem subgênero em tudo e até aprendermos todos, ficamos a ver navios.
    Adorei toda explicação, obrigada por pesquisar e trazer.
    Um final de semana alegre e feliz!
    “Não há nada que faça um homem suspeitar tanto como o fato de saber pouco.” (Francis Bacon)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    1. Pois é, Rudy. Tbm sou dessa época. Hj tudo tem explicação né rs
      Mas eu amei fazer essa pesquisa.

  3. Oi Clarisse, eu sou assumidamente medrosa pra alguns tipos de terror, fujo a léguas e não leio ou assisto haha, mas confesso que essa característica minha é nova, não lembro quando começou mas quando eu era mas nova eu era mais corajosa haha, assim eu nunca me preocupei em pesquisar sobre os tipos de terror e vi que alguns ali na parte do cinema que assisto, como: zumbis; fantástico/monstros e slasher. Achei o post muito interessante e espero que a experiência esteja sendo ótima pra ti 😉

    1. Tbm sou muito medrosa Lili. Mas essa pesquisa foi bem legal porque me ajudou a ver que nem todo terror é tão terror assim rs
      Obg por ter curtido o post

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s