Parceria · Resenha

[RESENHA] “Um ano sabático”, de Renata R. Corrêa – @renata_oftalmo

Boa trade!!!

Hoje trago a resenha de um livro emocionante e inspirador.

O novo livro de Renata R. Corrêa está lindo do início ao fim, estou encantada pela escrita da autora.

Vem comigo desbravar essa história 😉

Quando os sonhos de Rafaela, uma jovem fisioterapeuta, se transformam em pesadelos, ela é diagnosticada com Síndrome de Burnout. De repente, nada mais em sua vida parece fazer sentido, e na busca de si mesma e da felicidade perdida ela precisará ter coragem para recomeçar do zero.

No seu ano sabático, um tempo de descanso, aprendizado e recomeços, ela se redescobrirá, encontrando coisas que se perderam com o tempo e tentará resgatar a simplicidade dos valores importantes da vida. No meio dessa encruzilhada, que definirá o rumo do seu destino, ela conhecerá o amor verdadeiro. Tudo isso serão pilares fundamentais para sua recuperação e, quem sabe, para encontrar a verdadeira felicidade.

O começo do fim nem sempre é ruim. Porque, às vezes, é preciso colocar pontos finais em diversas situações na vida. Era tempo de colocar os meus.

E como prometido aqui estou eu com a resenha de “Um ano sabático”, que acabou de ser lançado na Amazon.

Este livro conta a história de Rafaela, uma jovem fisioterapeuta que largou a vida na fazenda para viver na cidade grande.

Ainda na faculdade, Rafaela começou a namorar Bruno, e eles foram morar juntos. Mas, com a vida agitada e a falta de tempo e de vontade de planejar o futuro por parte de Rafaela, este relacionamento entra em uma grande crise.

Mesmo insatisfeita com seu atual trabalho em uma clínica, Rafaela tem dedicado muito do seu tempo a ele, o que acaba lhe acarretando uma grande crise devido a seu esgotamento físico e mental, e ela logo descobre estar sofrendo da Síndrome de Burnout, e ela terá de desacelerar seu ritmo, além de tentar buscar coisas que lhe façam bem.

Meu ano sabático estava começando e com ele o fim de muitas coisas. Um fim para um recomeço.

Rafaela decide dar um basta em tudo que não está lhe fazendo bem, e assim buscar algo que faça sentido a sua vida.

Foi tão legal poder acompanhar a jornada de Rafaela, ao mesmo tempo em que me via tocada ao vê-la em meio a suas dúvidas e busca para sua felicidade plena. Em alguns momentos me vi como ela, pois também tenho sérios problemas em dizer “não” e acabo acumulando várias coisas para fazer 😦

“Um ano sabático” mostra como uma pessoa as vezes precisam se reinventar, que nas simples coisas da vida estão o motivo de bem-estar e felicidade.

Como fazemos escolhas tão erradas em nossas vidas? Como nos permitimos trabalhar tão excessivamente a ponto de adoecer.

Em meio a todas as mudanças, Rafaela também encontra um novo amor, e a cada dia vê mais claro a sua frente um caminho cheio de desafios e possibilidades.

A história é toda escrita em primeira pessoa, sob o ponto de vista de Rafaela, e no final ainda a autora fala um pouco sobre a Síndrome de Burnout, para que possamos entender um pouquinho mais sobre ela.

Não é fácil reconhecer que a vida que está levando não é a que imaginava; e muito mais difícil é ter coragem para mudar isso. Porém, muitas vezes, é a única opção para não se perder em si mesmo. 

Pra mim, que já acompanho a Renata R. Corrêa, já pude notar um grande amadurecimento em sua escrita, onde sua sensibilidade está presente ao longo da história. Embora tenha gostado muito dos demais livros da autora, este é de longe o melhor.

Pontos finais, muitas vezes, significam justamente novas oportunidades. É concluindo um ciclo que se inicia outro.

Só posso dizer que vale muito a pena acompanhar este ano sabático da Rafaela, e espero que este livro consiga ajudar a inspirar pessoas que estejam passando pela mesma situação que ela.

Saiba mais sobre a Síndrome de Burnout  clicando aqui.

Participe do “Comentário Premiado de Setembro” clicando aqui 

 

Anúncios

9 comentários em “[RESENHA] “Um ano sabático”, de Renata R. Corrêa – @renata_oftalmo

  1. Olá!
    Gostei muito de sua resenha, uma historia magnifica. A personagem tem uma personalidade incrível, apesar de não conhecer a autora já me conquistou com esse livrinho. Realmente tem certos momentos que precisamos para nós mesmo, para repensar sobre a nossa vida. Também não sabia que existia essa doença, realmente fiquei supresa por aborda doenças que nem conhecíamos.

  2. Que legal ler livros nacionais!
    Esse parece ser muito bom!
    Como já falei nas resenhas anteriores, achei bem baca a sinopse e atrama parece ser cheia de emoção e descobrimento por parte da protagonista!
    Já quero ler.

  3. Oi Renata, acho a ideia de um ano sabático bem interessante e tô bem curiosa pra saber como a autora desenvolve isso na trama, fico um pouco triste porque não tem narração dupla, mas acho que essa história é de Rafaela né?! autodescobertas e um romance de bônus rsr. Curti a resenha, gostei de saber que a escrita dela evoluiu e espero ter a oportunidade de ler a história futuramente 😀

    1. Boa tarde!!
      Realmente Rafaela merece contar toda história, e seu romance é a cereja do bolo 😉
      Bj

  4. Renata!
    Quando trabalhava, também era assim, não sabia dizer não e acumulava função e serviços alheios, de certa forma até gostava, porque gosto de trabalhar sobre pressão, mas como a protagonista Rafaela, tive meu ralacionamento abalado, pois maridão dizia que era casada com o trabalho e não com ele, daí, passei a perceber que estava mesmo me excedendo e dei uma maneirada e fui em busca do que me fazia feliz!
    Tenho certeza que vou adorar o livro, porque já me identifiquei com Rafaela (é o nome de uma das filhotas, legal!).
    Desejo uma semana maravilhoso!!
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    1. Boa tarde!!!
      Axu que todos em algum momento da vida passam por algo parecido que a Rafa passou.
      Mas eu ao contrário dela preciso estar sempre fazendo algo pra ocupar meu tempo, e por mais cansada que esteja não posso parar, pois já tive quadro de depressão, e o que me salvou foi realmente o blog e ter me tornado leitora beta de uma autora.
      Mas, sinceramente, gosto de ficar de perninhas pra cima sem fazer nada também hahaha
      Bj

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s