Resenha

[RESENHA] “Um noite como esta” (Quarteto Smythe-Smith – Livro 2) de Julia Quinn – @editoraarqueiro

Olá galera!!

Hoje estou muito feliz em trazer para vocês a continuação da série Smythe-Smith.

Vamos conhecer o segundo casal desse quarteto maravilhoso?

Anne Wynter pode não ser quem diz que é…

Mas está se saindo muito bem como governanta de três jovenzinhas bem-nascidas. Seu trabalho é bastante desafiador: em uma única semana ela precisa se esconder em um depósito de instrumentos musicais, interpretar uma rainha má em uma peça que pode ser uma tragédia ou, talvez, uma comédia – ninguém sabe ao certo – e cuidar dos ferimentos do irresistível conde de Winstead. Após anos se esquivando de avanços masculinos indesejados, ele é o primeiro homem que a deixa verdadeiramente tentada, e está cada vez mais difícil para ela lembrar que uma governanta não tem o direito de flertar com um nobre.

Daniel Smythe-Smith pode estar em perigo…

Mas isso não impede o jovem conde de se apaixonar. Quando ele vê uma misteriosa mulher no concerto anual na casa de sua família, promete fazer de tudo para conhecê-la melhor, mesmo que isso signifique passar os dias na companhia de uma menina de 10 anos que pensa que é um unicórnio.

O problema é que Daniel tem um inimigo que prometeu matá-lo. Mesmo assim, no momento em que vê Anne ser ameaçada, ele não mede esforços para salvá-la e garantir seu final feliz com ela.

Devido a “Um noite como esta” ter a capa que menos gostei desse quarteto, achei que não me identificaria muito com a história. No entanto, não podia estar mais enganada.

Nós já conhecemos a Anne no volume anterior da série – Simplesmente o Paraíso (resenha aqui), já que ela foi uma das participantes da família Smythe-Smith sendo uma substituta da Sarah. E esse livro começa exatamente onde o primeiro parou, e eu amei isso.

Anne é a governanta das mais jovens da família Pleinsworth: Elizabeth, Harriet e Frances e não poderia haver trabalho mais desafiador. As meninas são três espoletas que são as mais engraçadas do universo criado pela Julia Quinn, me vi rindo muito com as estripulias delas.

E Anne recebe a atenção mais do que indesejada do primo das meninas, Daniel Smythe-Smith, já que ambos sabem que nada pode acontecer entre eles já que Anne é uma governanta que depende da família e não tem nenhuma posse. Além do fato da jovem esconder um segredo, e apesar de Daniel logo de cara notar isso não é impaciente e exigente com ela.

“Aquelas foram as palavras que assombraram Daniel pelos três anos seguintes. Da Inglaterra à França, da França à Prússia e da Prússia à Itália. Eles as ouvia durante o sono, no farfalhar das folhas das árvores e em cada passo atrás de si.”

Nesse volume achei que a Julia Quinn conseguiu refazer a mesma química bonita do primeiro volume da série e senti novamente a cumplicidade e afeto entre os personagens. Talvez seja porque Daniel passou por uma situação tão difícil como Anne está passando no momento que foi o que os tornou tão perfeitos um para o outro. E Daniel teve a paciência de um cavalheiro e me deixou suspirando durante toda a leitura.

“Anne recuou, perturbada com a facilidade com que se inclinara na direção dele. O conde era um homem que sorria com facilidade e com frequência.”

E é lindo conforme a leitura vai passando e aos poucos vamos desvendando os interesses de Anne, as sensações que ela já teve com um jovem dama, seus anseios e o que a deixou ser trancafiada é o x da questão. E eu amei, amei, amei muito. Julia Quinn conseguiu trazer um assunto real e tocante com a sutileza da sua escrita tão versátil, pois o que Anne precisou enfrentar no seu passado não é fácil para nenhuma mulher e fiquei feliz com o modo como foi retratado nessa história.

“Mesmo os dois sentados em um parque público, conversando sobre assuntos inocentes, ela conseguia senti-lo. Algo dentro dela fora despertado, e Anne precisava desesperadamente voltar a trancar essa sensação.”

Já Daniel também não está livre da situação que se colocou no passado, mas mesmo com a breve sensação de liberdade, ela não dura muito tempo. O modo como o primeiro livro está amarrado a esse, e esse se amarrará ao terceiro foi algo que gostei muito. Daniel é um personagem maravilhoso, forte e seguro, mas que por ser conde não foge de suas responsabilidades e nem do seu futuro. O que fez e como isso repercuti no seu presente e também nos dias à frente foi o que me fez admirá-lo.

“Ela fora avisada de que deveria se manter longe de lorde Winstead, ou melhor, de que deveria se certificar de que ele se mantivesse longe dela.”

Amei. Muito. Espero que vocês também gostem!

Participe do “Comentário Premiado de Maio” clicando aqui

Anúncios

10 comentários em “[RESENHA] “Um noite como esta” (Quarteto Smythe-Smith – Livro 2) de Julia Quinn – @editoraarqueiro

  1. Olá!
    Tive que ler mais de três vezes para entender que Daniel era da família e não Anne (Que burra sou. kkk) mas gostei da historia, tem uma premissa maravilhosa, pensei que nele contaria apenas historia do membro da família, sendo mulher, mas me enganei e sempre bom variar né. Estou desejando ler os livros de Julia Quinn, não vejo a hora.

  2. Como não se apaixonar pela Julia Quinn? Eu só li a sinopse pq não quero saber de nada desse livro. Gosto de me surpreender quando leio algo dela!
    Sei que está maravilhoso e que é um romance super fofo e forte!
    Já quero todos agora!

    1. Geralmente não dou spoiler nenhum Hérica, e nem conto muito sobre o enredo, só falo mais ou menos sobre as minhas impressões sem revelar nada.
      Também não gosto de estragar a experiência de ninguém. Mas leia sim, você vai amar!

      Bjks

  3. Oi clarisse….nunca tinha lido alguma obra da julia……
    Sempre via os livros dela mas nunca tinha me interessado…..
    Mas lendo a resenha sobre essa historia dela pela primeira vez eu gostei………❤❤❤❤
    Bjs

    1. Oie Carla, vá ler então. Tenho certeza que você vai adorar e vai ser pelo menos uma experiência agradável.
      Mil beijokas

  4. Oi Clarisse, as irmãs são a coisa mais fofa desse universo de Júlia Quinn e amei muito essa história ❤ Daniel e Anne me conquistaram e me vi mais apaixonada ainda por essa série. Sobre a capa, é a menos bonita mesmo, mas a Arqueiro arrasou nesses lançamentos, o Box é lindo 😉

    1. Tbm fiquei muito apaixonada por eles, Lili.
      Sim, tbm achei que o lançamento dessa série foi linda!!
      E vem mais por aí… fique de olho

  5. Clarisse!
    Deu para notar que os personagens masculinos, conquistam totalmente as leitoras.
    Fiquei encantada de ver que Daniel não teve preconceito algum com Anne e tenta conquistá-la.
    O que me deixou intrigada foi a respeito do passado de Anne? Que será que aconteceu?
    Boa semana!
    “…Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante…”(Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s