Resenha

[RESENHA] “Entre a Ruína e a Paixão” (Série Clube dos Canalhas – Livro 3) de Sarah MacLean – @gutenberg_ed

Boa tarde!

Volto com uma continuação de série que amo muito. Vamos lá?

Uma noiva desaparecida na véspera de seu casamento. Um poderoso duque acusado de assassinato. Uma noite que mudou duas vidas para sempre. Temple viu seu mundo desmoronar quando acordou completamente nu e desmemoriado em uma cama repleta de sangue. Destituído de seu título e acusado de assassinato, o jovem duque foi banido da sociedade. Doze anos depois, recuperado em sua fortuna e seu poder como um dos sócios do cassino mais famoso de Londres, sua redenção surge quando a única pessoa que poderia provar sua inocência ressurge do mundo dos mortos. Após doze anos desaparecida, Mara Lowe se vê obrigada a reaparecer quando seu irmão perde toda a fortuna da família nas mesas do cassino do homem cuja vida ela arruinou. Temple quer provar a todos que é inocente e, sobretudo, se vingar e destruir a vida daquela mulher, enquanto Mara precisa enfrentar o passado para recuperar seu dinheiro. Assim, os dois formam um acordo obsceno que os une em um jogo de poder e sedução. Mas ambos descobrem que a realidade esconde muito mais do que as aparências revelam e eles se veem em uma encruzilhada na qual precisam escolher entre lavar a honra do passado e garantir o futuro ou ceder ao desejo de se entregarem de vez à irresistível atração que sentem um pelo outro, mas que pode arruiná-los para sempre.

 

“Entre a Ruína e a Paixão” é o terceiro livro da série “O Clube dos Canalhas” escrito pela autora Sarah MacLean e um dos que mais gostei de ler da série.

Temple é o mocinho da vez, e eu estava muito animada com a história dele apesar de não saber muito o que esperar. Então ao descobrir que ele era o Marquês William Harrow que foi acusado de assassinato me deixou muito chocada, pois a trama por trás do acontecido é de fato muito bem arquitetada e me deixou estarrecida. E imaginar que ele se tornou o lutador do clube não era um destino dos que passava pela minha cabeça.

“Mas o Duque de Lamont, conhecido pelos cantos mais sombrios de Londres como Temple, lutava por paz. “

E a nossa protagonista é Mara Lowe, aquela que ressurge das cinzas após ter deixado o Marquês com as piores consequências para a vida dele. Ela retorna à vida londrina após perceber que seu irmão perdeu tudo o que tinha no Anjo Caído, e quer através de uma luta conseguir reaver seus bens e sua reputação.

Minha afirmação de que os mocinhos não são tão canalhas assim continua de pé, mas talvez essa seja toda a graça da história criada pela autora, de que os mocinhos precisam de muita redenção e as mocinhas são de fato as heroínas. E com isso preciso mudar meu pensamento de que precisar dar menos créditos aos personagens masculinos e mais as mocinhas.

“Nada que você possa me dizer me fará perdoar.”

Mara é uma personagem muito ardilosa e controladora, o que ela faz para conseguir a atenção de Temple me fez dar gargalhadas. Sério! Ela é demais e nunca tinha visto uma mocinha tão impetuosa, mas além disso é uma mulher com um coração enorme que também quer que o agora Conde Assassino deixe de ter uma reputação tão ruim.

“Acredito firmemente que, ao longo do nosso relacionamento, irei chamá-lo de coisas bem piores.”

Temple e Mara são um casal que tem uma química surpreendente mesmo quando não deveriam ter. Logo no início mesmo com a vingança sendo o plano original não é bem por aí que as coisas vão. Mas é a atração que os farão viver muitas coisas juntos e finalmente poder se redimir do que os enclausura. Ambos tiveram vidas difíceis, e passaram por situações horríveis, mas será juntos que entenderão que nem tudo é sobre vingança ou egoísmo.

“Mara olhou, e ele enxergou sinceridade ali. Se ela não queria machucá-lo, o que eles estavam fazendo? Qual era o jogo que estavam jogando.”

Sarah MacLean mais uma vez me encantou com um romance forte e bonito. Além de eu ter finalmente entendido que preciso gostar mais das mocinhas. Leiam esse série!

Participe do “Comentário Premiado de Agosto” clicando aqui

Anúncios

12 comentários em “[RESENHA] “Entre a Ruína e a Paixão” (Série Clube dos Canalhas – Livro 3) de Sarah MacLean – @gutenberg_ed

  1. Olá!
    Nossa, não tinha muito conhecimento dos livros dessa autora, gostei bastante desse livro, agora quero conhecer as outras serie.
    Gostei muito da trama, um romance super fofo e o personagens masculino ter um passado forte e muito difícil encontrar em alguns livros e também a mocinha também tem uma personalidade maravilhosa.. Sabe tem que começar a dar credito para personagens femenina mocinha porque algumas são uma fofura!

  2. Olá!
    Eu ainda não li nenhum livro da autora, pelo que acompanho nas resenhas os enredos são lindos, ainda mais pra quem, assim como eu, que ama o gênero.
    Espero conhecer em breve as obras da autora.
    Bjs e parabéns pela resenha!

  3. Vamos lá.
    Super interessante a trama da história……um duque sendo acusado de assassinato e uma noiva desaparecida.
    E claro que eles são aquele casal da história❤
    Confeço que achei o nome dele bem diferente….TEMPLE👈
    ADOREI 👍

  4. Sou completamente louca para ler essa série!
    Sempre vejo críticas positivas sobre esses livros!
    Já li 9 regras a ignorar antes de se apaixonar e eu amei profundamente! Vou terminar primeiro essa trilogia e partir pra essa!
    Essa mocinha deve ser maravilhosa mesmo! Bem impetuosa! Gosto é assim!

    1. Oie Hérica. Estou louca para ler essa outra série da Sarah. E é bom saber que você gostou, já me deixa muito animada para começar logo.

      Bjks e boas leituras

  5. Oi Clarisse, fui ler essa história com medo, achando que não ia conseguir me conectar com Mara, mas não poderia estar mais enganada, eu amei a história e perdoei a mocinha “facinho” kkkkk Curti a resenha, tem um tempinho que li e agora lendo a resenha fiquei com uma vontade danada de reler. Esse e o livro do Cross são os meus preferidos da série 🙂 ❤

  6. Clarisse!
    A capa já chama atenção e todo essa história de O Anjo Caído, fiquei bem curiosa.
    Feliz em saber que é o melhor livro da série e tem muita reviravolta.
    É, temos de entender e apreciar mais as mocinhas, né?
    Muito boa sua resenha como sempre.
    Desejo um mês repleto de realizações!
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s