Resenha

[RESENHA] “Ele é lindo, mas é meu irmão” de Nathalia Rauscher, por @EditoraEllA

Boa tarde!!

Que tal uma leitura nacional hoje? Adoro conhecer novas autoras nacionais. Vamos lá!!

Quando cheguei à porta, não acreditei no que vi, ele estava parado a minha frente com uma blusa azul um pouco mais escura que seus olhos. Calça jeans apertada e sapato social. Não havia mudado muito, tirando o fato de estar mais lindo do que nunca. Havia deixado o cabelo crescer um pouco mais, era uma visão do paraíso, mas era meu irmão.

Amazon

Fiquei muito encantada com essa capa, só não muito com esse modelo cabeludo, mas isso são apenas minhas preferências pessoais. Mas deixando isso de lado, a obra “Ele é lindo, mas é meu irmão” é daquelas que entretêm o leitor até a última página.

James e Natalie são os personagens desse livro. São irmãos e protetores um com o outro desde novinhos, vivem num lar cercado de amor. Mas o amor que existe por parte da Natalie não é nada fraterno, ela o ama como uma mulher ama um homem e sabe que isso é errado. No entanto, a distância talvez a ajude a curar alguns sentimentos, pois James está indo para a faculdade de Nebraska e Natalie ficará para ajudar nos negócios da família.

De várias formas gostei de como a autora decidiu abordar o tempo no livro. Desde o início notamos que tomou cuidado em mostrar como os personagens são unidos desde a infância, cuidando um do outro. Na adolescência, deixou transparecer que Natalie não estava sozinha nos seus sentimentos, mas também foi feliz em mostrar que nossa protagonista não ficava nada feliz em sentir algo tão intenso pelo próprio irmão. Adoro quando os personagens tem boas noções de certo e errado e alguma consciência, cuidando para não magoar os familiares sem necessidade.

Anos se passam novamente e um reencontro deixa Natalie e James, agora mais maduros, numa posição difícil entre tornar o que desejam real ou deixar os sentimentos de lado.

Nathalia Rauscher é uma autora promissora, que soube dar sentido e conduzir bem uma história de amor proibido. No entanto, preciso ressaltar que essa obra precisa de três itens essenciais:

1) uma nova revisão, pois o texto contém muitos erros gramaticais que realmente me incomodaram;

2) nova diagramação;

3) de alguns toques sutis na caracterização do James, principalmente nos capítulos em que ele é o narrador, o achei muito superficial, como se a Natalie tivesse muito mais o que perder no envolvimento amoroso do que ele.

Gostaria muito de ver a autora escrevendo outras obras para saber como ela se sairá, pois gostei dessa. Ela sabe criar um romance bonito, algumas doses de suspense e deixar o leitor preso na história.

Participe do “Comentário Premiado de Junho” clicando aqui

Anúncios

5 comentários em “[RESENHA] “Ele é lindo, mas é meu irmão” de Nathalia Rauscher, por @EditoraEllA

  1. Oi adorei a historia super interesante……por que eles são irmãos….e é meio dificil contar uma historia com esse tema!
    Gente eu queria muito ler…..alguem tem em PDF pra enviar pro meu imail?
    Por favor!

  2. Oi Clarissa 😉
    Gostei da premissa do livro, mas assim como você só não gostei desse modelo cabeludo na capa kkk
    A trama parece com o livro Proibido da autora Tabitha Suzuma, que sempre quis ler.
    Que bom que você gostou e indica, vou colocar ele na lista de leitura!
    Muito obrigada pela indicação 🙂
    Bjos

  3. Clarisse!
    Fiquei foi intrigaa, sabia?
    Será que a autora leva mesmo os irmãos as vias de fato, mesmo sabendo que é um romance proibido ou há alguma reviravolta no meio de todo esse sentimento complicado?
    “Como eu não tenho o dom de ler pensamentos, eu me preocupo somente em ser amigo e não saber quem é inimigo. Pois assim, eu consigo apertar a mão de quem me odeia e ajudar a quem não faria por mim o mesmo.” (Desconhecido)
    Cheirinhos
    Rudy

  4. Oi Clarisse, também gostei da capa, esse modelo também não é dos meus preferidos mas nessa foto tudo tá em harmonia e ele até me encheu mais os olhos haha… Agora a história não parece ser pra mim, esse lance de romance proibido entre irmãos e que ainda cresceram se cuidando como irmãos não me agrada, mas acho que um tabu e uma questão pessoal minha, não sei os rumos que a história toma e pode até ser que não seja o que parece, mas num primeiro momento não senti vontade de me arriscar. Ainda assim curti a resenha e achei super válido os toques que você deu no final 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s