Resenha

[RESENHA] Liberte Meu Coração, de Meg Cabot por @galerarecord

Boa tarde leitores lindos.

Hoje a diva Meg Cabot vem fazer sua presença sob a inspiração da nossa princesa amada Mia Thermopolis.

Vamos conferir como ficou. Let’s!

 

 

A heroína da série Diários da Princesa — que ganhou as telas em superproduções da Disney estreladas por Anne Hathaway — é a autora de Liberte meu Coração. Num divertido exercício de criação. Meg Cabot escreve seu novo trabalho sob a perspectiva da jovem monarca. num metaromance cheio de aventura e paixão. Ao vasculhar a história de seus antepassados. Mia descobre que não é a única capaz de desafiar as convenções. Na Inglaterra do século XIII. Finnula é a caçula de seis irmãs e um irmão. Enquanto as outras mulheres da família se preocupam em caçar maridos. fofocar sobre crianças e terminar os afazeres domésticos. Finnula escandaliza a aldeia ao desfilar em calças de couro justas. Além de enlouquecer os homens do conde: ela nunca respeita os limites da reserva de caça do nobre. E volta e meia um coelho ou cervo do senhor feudal aparece na mesa da família. Mas as pequenas escaramuças com as autoridades locais estão prestes a se tornar o menor de seus problemas. Uma de suas irmãs gastou todo o dote em bugigangas e vestidos. E agora está sem dinheiro para o casório. Que. ao que parece. não pode ser adiado por muito tempo… É então que decidem conseguir o dinheiro seqüestrando um cavaleiro rico. O problema é que o lorde recém-chegado das Cruzadas escolhido por Finnula vai se mostrar diferente do esperado. e a moça pode acabar tendo que abrir mão do resgate. E de seu coração. Liberte meu Coração é uma divertida trama sobre desafiar as convenções e encontrar seu lugar no mundo. E. de quebra. encontrar o amor verdadeiro. Meg Cabot mostra porque é a rainha do gênero. em diálogos divertidos e afiados. repletos de referências atuais.

 

Esse livro tem uma capa maravilhosa e muito convidativa para qualquer leitor que gosta do gênero Romance Histórico se deliciar. E foi o que eu fiz! Gostei muito de “Liberte Meu Coração” e fiquei mais feliz ainda por ter sido esse o primeiro livro que tenho a oportunidade de ler da Meg Cabot, pois a história de Finnula e Hugo me trouxe contentamento.

Vou ser super sincera e dizer que não achei nada “Oooohhhhhh!” na escrita dela. Achei que a livro teve seus altos e baixos, em alguns capítulos eu estava super entretida, e em outros era mortalmente maçante. Porém, com uma visão geral de tudo o livro foi muito BOM para o que se propôs.

Finnula Crais é uma jovem aventureira, fora do convencional mas que tem uma reputação a zelar… É a única da família de 6 mulheres que usa calças, vive trotando com sua égua, Violeta, e que caça com um arco e flecha. Com um feminismo acima da média, é muito falante e ajuda os habitante da sua cidade que são “violentados” com altos impostos e a falta de suprimento para viver.

“Qual era o problema? Quem era essa tal de Finnula Crais que o tinha deixado tão nervoso com um único olhar? Centenas de mulheres olharam para ele na vida, e ele nunca tinha reagido assim antes […] O que havia com aquela ruivinha astuta e ridiculamente vestida que o fizera ir atrás dela como um gato atrás de uma gata no cio?”

Mas quando sua irmão que é solteira gasta todo o dinheiro do seu dote com coisas frívolas e acaba ficando grávida, elas planejam um sequestro para recuperar o dote e ajeitar a vida. Sendo o alvo de tal ato o Conde Hugo Fitzstephen… aí você já pode imaginar as consequências dessa ação né!

Pensei que talvez Meg Cabot devia estar muito bêbada quando colocou o nome de sua protagonista de Finnula. Meu Deus, que nome horroroso!!! Eu tive que me controlar para não cair na risada toda vez que lia esse nome no decorrer da leitura. Será que não tinha um outro nome… tá, eu devo estar perdendo alguma coisa por não ter lido a Série Diários da Princesa que explica alguma coisa a mais sobre porque a Princesa Mia escreveu essa história. Mas fazer o quê né! rs

Hugo Fitzstephen é um cavalheiro admirável, mas senti muito falta dele ter uma personalidade mais cativante. O achei muito passivo, faltou algo… talvez mais vivacidade, personalidade. Acho que esses romances estão me deixando um pouco exigente.
Mas ele é um personagem interessante, e com uma vida diferente. E o modo como ele se apaixonada pela Finnula é muito fofinho.

“Eu realmente acho que não foi a razão que perdi, donzela Crais, mas meu coração”

Finnula te faz ficar grudada na história. Ela é totalmente imprevisível, nos chocando com seus pensamentos e ações. É hilária com seu jeito espevitado e em outros com seu jeito pudica; mandona e meiga. O jeito dela pouco convencional foi o que mais me agradou porque ela foge daquele molde de que a mulher antiga devia saber cozinhar, costurar, tricotar, cuidar impecavelmente do lar onde vive. Ela é o oposto disso!

“Bem, é bom que você saiba que existem algumas mulheres que também não se importam com o casamento! E eu sou uma delas! Estou dizendo para você exatamente agora que seria uma esposa deplorável. Não sei costurar, não sei limpar e sou um desastre na cozinha. Sairia de casa toda madrugada para caçar durante o dia inteiro e voltaria para casa a noite cheia de lama e cansada, e vou estar com uma aparência tão ruim […]”

E o que me deixou radiante é que esse livro não termina com um “Felizes Para Sempre, ele conta sobre o “Felizes Para Sempre, que tem uns contratempos, adaptações no meio disso tudo, e que faz tudo ficar melhor. 🙂

Anúncios

2 comentários em “[RESENHA] Liberte Meu Coração, de Meg Cabot por @galerarecord

  1. Clarisse!
    Fico impressionada de onde essas autoras de romance de época trazem esses nomes medonhos? Credo!
    Gostei da capa e do enredo, não gostei de saber que tem altos e baixos, hora a leitura é dinâmica e hora mais lenta, perde o ritmo, né?
    Ainda assim arriscaria a leitura.
    “Não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy

  2. OI.
    Eu amo esse livro de paixão, a história é simplesmente incrível, os personagens, a Finn é minha heroína, e concordo com você essa é a história de um felizes para sempre, gostaria que tivesse continuação, pois ainda não superei e preciso de mais.
    Bjs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s