Resenha

[RESENHA] O Despertar do Lírio, de Babi A. Sette por @NovoSeculo

Boa tarde! E mais uma semana começa não é?

Espero que estejam preparados para conhecer mais um livro da Série Flores da Temporada.

Capa

despertar-do-lirio-o

Sinopse

Lilian Radcliffe é uma jovem viúva e está feliz com sua vida isenta de emoções. Culpa do luto que não larga? Lilian jurou fidelidade ao marido no leito de sua morte.
Paralelo a isso, conhecemos Simon Thorn, homem frio e libertino, dono do maior antro de casa de jogos de Londres. Ele está a um passo de realizar seu plano de vingança contra o culpado pelo título de assassino que recebera anos atrás. O problema é que o canalha está morto e ele terá de usar a sua viúva recatada a fim de atingir seus objetivos. De um lado, ela precisa manter sua honra intacta; de outro, ele quer seduzi-la e desmoralizá-la. No entanto, Lilian nunca se sentiu tão vulnerável e atraída por um homem. E Simon, por sua vez, demonstra sentimentos dos quais nunca imaginara sentir por uma mulher. A vingança e a honra se abalam quando nasce entre ambos uma paixão incontrolável. Mas, para ficarem juntos, terão de enfrentar segredos e mágoas profundas, um castelo trancado há seis anos, palco de uma morte misteriosa e, sobretudo, encarar os fantasmas do passado que assombram suas consciências.

Resenha

Despertar do Lírio é o segundo livro da série Flores da Temporada escrito pela autora nacional Babi A. Sette, que é bem conhecida entre os leitores brasileiros amantes de romance de época por sua interatividade nas redes sociais e pelo recém lançado spin-off de Promessa da Rosa (veja aqui e aqui).

Sinceramente, estava com muito medo de começar esse livro já que não tinha gostado nenhum pouco da maneira que a autora resolveu conduzir o primeiro volume da série. Mas quando a ouvi dizer que a história da Lilian seria um romance – diferente de A Promessa da Rosa que ela definiu como um drama – fiquei mais feliz e aliviada pois não ia aguentar outra leva de desentendimentos e desencontros.

E é realmente assim! O Despertar do Lírio é uma romance lindo e com todas as características no gênero romance de época que já me era familiar. Tem amor, romance, descobertas de sentimentos e de si próprio que deixa a leitura muito fluida e cativante.

Lilian Radicliffe é a irmã de Katheryn, protagonista do primeiro livro, e lá vimos um pouco da sua história. Ela ficou viúva e com um filho pequeno tem que sobreviver dia a dia sem seu companheiro. Já Simon Thorn é visto pela aristocracia por ser um Barão Assassino. Ambos são personagens apaixonantes, que apesar de serem opostos foram sobreviventes de toda a hipocrisia de uma sociedade.

“Entendeu que a coragem não se mede em grandes atos ou ações inconsequentes, entendeu que a coragem nasce na disposição interna de fazer tudo dar certo em nossas vidas, mesmo que o mundo pareça desmoronar. Mesmo diante do caos da mudança.”

Nossa protagonista é uma dama tímida, de personalidade doce, que está administrando a vida e seus bens até que seu primogênito tenha idade suficiente para fazê-lo. Já Simon veste uma “máscara” perante todos, mesmo que saiba que o mundo fala às suas costas, ainda assim é lindo, charmoso e com fama de cafajestes, o que mantém as jovens benquista da sociedade longe dele.

Mas o que ronda a cabeça de Simon ultimamente é a sede de vingança pelo homem que jogou seu nome na lama. No entanto, seu alvo já tem nome: Lilian, a viúva do seu inimigo. E nada melhor do que o retorno de Lilian à sociedade, sendo mais ativa em bailes e eventos sociais.

“Nunca ouviu que os libertinos, quando se apaixonam, são os melhores e mais devotados maridos do mundo?!”

E esse é a base do enredo desse livro que entrou para os meus favoritos. Babi A. Sette conseguiu assim se redimir com a minha pessoa e me conquistou profundamente. Lilian e Simon são aquele tipo de casal que você não consegue desgrudar do livro enquanto não descobre o que virá nas próximas páginas. E toda a situação envolvendo o casal é muito gratificante. Ás vezes eu ficava com um frio na barriga por causa da vingança presente no livro e outras vezes eu me derretia devido aos novos sentimentos que eles estavam vivendo.

“Tinha de admitir de uma vez por todas; ele a desejava muito mais do que havia imaginado ser capaz.”

Além de ter gostado demais do envolvimento entre Simon e o pequeno Paul, filho da Lilian. É um pouco ver romances que traz famílias que perderam um dos seus progenitores, e a formação de uma nova família me deixou ansiosa em saber como a autora iria abordar e conduzir essa dinâmica. E não poderia estar mais feliz: ela foi muito bem sucedida. Simon e Paul muitas vezes roubavam a cena.

Toda a premissa até o final foi me deixando mito envolvida e satisfeita em tirar um tempo para conferir esse livro. Mal posso esperar que Não Me Esqueças saia logo e nos delicie com a filha de Kathelyn e Arthur. Ansiosa aqui.

Espero que tenham gostado da recomendação. Já leram? Comente aqui!

Participe do “Comentário Premiado de Março” clicando aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s