Parceria · Resenha

[RESENHA] “AS Batidas Perdidas do Coração”, de Bianca Briones por @Verus_Editora

Boa tarde!!!

Depois de ler e me emocionar com “Em Suas Mãos” e “Entre o último e o primeiro dia”, não pude resistir e me entreguei de vez a Série Batidas Perdidas.

E hoje vamos conhecer o primeiro livro dessa série.

Capa do livro 1

as-batidas-perdidas-do-coração

Sinopse 1

Viviane acaba de perder o pai. Com a mãe em depressão, ela se vê obrigada a assumir o controle da casa com o irmão mais novo. Rafael teve o pai assassinado há alguns anos e agora viu quatro pessoas de sua família, incluindo a única irmã, morrerem em um acidente de carro.
Viviane pertence a uma classe social que ele despreza. Rafael é tudo o que ela sempre ouviu que deveria evitar. Eles são opostos, porém dividem a mesma dor. Jamais se aproximariam se a morte não os colocasse frente a frente, e agora, por mais que saibam que são completamente errados um para o outro, não conseguem evitar uma intensa conexão, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.

Resenha 1

Tudo o que queremos é nos sentir vivos outra vez.

Não sei porque demorei tanto tempo pra ler esse livro! Lia e ouvia maravilhas à respeito dele, estava sempre em minha lista de leituras, mas finalmente li, e só posso dizer o quão emocionada estou.

“As Batidas Perdidas do Coração” nos traz a histórias de pessoas tentando lidar com a morte daqueles que amam, buscando se manterem fortes para aqueles que ficam a beira de um precipício durante esta perda.

Os protagonistas são os jovens Rafael e Viviane.

Viviane é uma garota da alta sociedade, acostumada a viver em meio ao luxo e ter tudo aquilo que o dinheiro é capaz de comprar. Ela cresceu em um lar cercado de amor, e por sorte não teve o dinheiro moldando quem ela realmente é por dentro. Vivi teve de crescer rápido para segurar as pontas da família quando o pai foi diagnosticado com câncer de pulmão, e após a morte dele, teve de ficar de olho no irmão mais novo, já que a mãe parece ter desistido de viver. Vivi tenta honrar a memória do pai, seguindo cada um de seus ensinamentos.

Rafael é um barman tatuado, roqueiro e motoqueiro (que combinação de tirar o fôlego!). Ele perdeu um pouco de sua alegria quando presenciou o pai ser assassinado em um assalto alguns anos atrás, e agora acaba de perder a irmã, o casal de tios e o primo em um acidente de carro. O que o deixa com mais raiva ainda, é saber que o rapaz que causou o acidente vai sair impune da situação, unicamente por ele ser filho de um promotor.

Rafa e Vivi são completamente diferentes, mas a dor que parece se esvair de seus corações os une e completa, mesmo contra todas as probabilidades. Juntos mostram que os opostos se atraem, e vivem uma história de altos e baixos.

Tem algo nela. Algo que não entendo. Por mais que a gente saiba pouco a respeito um do outro, me sinto à vontade de uma forma incomum.

Vivi tem tudo para ser aquele tipo de protagonista mimada e egoísta, mas já nas primeiras páginas fui conquistada por ela, e ao longo do livro acabou se mostrando uma verdadeira guerreira, surpreendendo a mim e a todos os outros personagens.

Rafa é o badboy desbocado e de bom coração que amei logo de cara. Um verdadeiro show de homem! Ele tenta se manter na linha para ser um bom exemplo para o primo Lucas, que é filho dos tios do Rafa que morreram no acidente de carro. Rafa, mesmo tendo sido fraco e ter ido ao fundo do poço, conseguiu buscar forças em seu amor para seguir em frente.

…É o que ele chamava de “batidas perdidas do coração”. Segundo ele, o coração nunca recupera o ritmo correto até se encontrar no peito de outra pessoa.

Os personagens secundários também cativam e muito. A autora soube dar o ponta pé inicial em algumas histórias por aqui já. E por um acaso já tenho os livros deles aqui comigo, e espero em breve poder contar suas histórias a vocês 😉

“As Batidas Perdidas do Coração” é uma história comovente, em que a morte parece ser a grande vilã. Uma história que me emocionou ao ver a busca desses personagens para diminuir sua dor e buscarem a felicidade um no outro.

Bianca Briones nos apresenta uma história riquíssima em detalhes e sensações. Nunca havia lido um livro que descrevesse os acontecimentos com uma pessoa em crise de abstinência com as drogas, e dou uma salva de palmas pela forma em que foi retratada, pois sofri junto com cada um dos personagens.

Sobre perder uma batida: eu perdi foi meu coração inteiro nesse livro, de tão apaixonada que fiquei.

renata

Anúncios

5 comentários em “[RESENHA] “AS Batidas Perdidas do Coração”, de Bianca Briones por @Verus_Editora

  1. Eu devo ser uma das únicas pessoas que não gostou tanto desse livro =P
    Eu achei muito cansativo a narrativa alternada (e olha que eu normalmente gosto disso), mas nesse livro parecia muito repetitivo, era praticamente a mesma cena só mudando o ponto de vista. Mas parecia exatamente a mesma coisa. Aí esse livro realmente não funcionou muito bem pra mim. Mas eu tenho vontade de ler outros livros da autora, só não devo continuar essa série…
    Bjss ^^

  2. Eu ameeei esse livro! Já faz um tempo que li ele, e também fiquei pensando porque eu tinha demorado tanto pra ler ele. Eu amei a história, e todos os personagens. Eu também nunca li um livro que tinha alguma pessoa com crise de abstinência, e eu achei que a autora soube retratar isso muito bem! Agora estou doida pra ler os próximos da série.

    Beijos!

    1. Estou com os outros livros da série aqui e vou passar eles ba frente de outros 😉 apenas pra saber o destino dos outros personagens.

  3. Renata!
    Lendo sua resenha, percebo o quanto estou perdendo tempo em não ter lido nada ainda da Bianca, porque ela traz assuntos fortes, como a perda de entes queridos e também como pessoas de posição social totalmente diversas podem se encontrar e manter um relacionamento profundo.
    Quero ler.
    “Saber encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade.” (Georges Bernanos)
    cheirinhos
    Rudy

    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    1. Leia, porque a Bianca me conquistou e muito!
      Li esse livro num piscar de olhos, e olha que ele tem mais de 400 páginas, mas a escrita dela é tão boa que me vi presa a história e sem vontade de parar de ler.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s