Parceria · Resenha

[RESENHA] “O Perfume da Folha de Chá”, de Dinah Jefferies por @EditoraParalela

Boa tarde!!!

Um drama que retrata a vida no Ceilão em meio a super reviravoltas entre o casal Gwen e Laurence.

Capa do livro 1

o-perfume-da-folha-de-cha

Sinopse 1

“Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurencek no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.”

Resenha 1

Gwen sabia muito bem que a culpa era capaz de consumir uma pessoa por dentro, e que era uma presença persistente, invisível a princípio, mas que ia crescendo até ganhar vida própria.

Quando este livro começou a ser divulgado, a primeira coisa que me chamou a atenção foi a imagem da capa, que está tãããooo linda que é uma verdadeira obra de arte. Depois, veio a sinopse que me deixou pra lá de intrigada, pois do jeito que sou curiosa, queria saber o que aconteceu depois da protagonista dar á luz.

Nossa protagonista, Gwen, conheceu seu marido Laurence, um jovem viúvo, e logo ficou encantada e apaixonada por ele. Eles se casaram, e ela foi morar com o marido em sua fazenda no Ceilão. Uma jovem apaixonada e cheia de vida, assim consigo descrever a personagens nos primeiros capítulos do livro. Gwen tem como melhor amiga sua prima Fran, e a distância de alguém em quem realmente confia irá fazer bastante diferença em sua vida.

Enquanto tenta se adaptar a nova vida, Gwen vai descobrindo algumas coisas sobre o primeiro casamento de Laurence, mas a verdade completa permanece uma incógnita para ela. Além disso, ela se mostra bastante incomodada com a relação bastante próxima entre seu marido e uma jovem e atraente viúva.

O caminho de Gwen irá cruzar constantemente com Savi Ravasinghe, um pintor que seu marido parece nutrir algum tipo de ódio.

Gwen é uma mulher bondosa, que não suporta injustiças que encontra em seu caminho, e tenta de todas as formas ajudar as pessoas.

Sobre o que aconteceu após ela dar à luz, foi impossível julgá-la, pois ela estava desesperada, e fez aquilo que achou que seria melhor para todos. Ela não imaginava viver atormentada por muito tempo…

Ninguém nunca dissera que ser mãe significava conviver com um amor tão indescritível que a deixaria sem fôlego, e com um medo tão terrível que abalaria até sua alma. E ninguém nunca avisara sobre a proximidade desses dois sentimentos.

Junto com este segredo, haverão muitas dúvidas, e entre todas as explicações possíveis, Gwen encontrará aquela que lhe deixará mais atormentada e com ódio.

Há passagens de tempo durante o livro, e a autora tentou adaptar períodos históricos a vida dos personagens. A escrita do livro é em segunda pessoa e transparece cada sentimento vivido por seus personagens.

Gwen é o tipo de personagem que eu gosto, com uma personalidade forte, e mesmo cometendo alguns erros, a forma em que foi construída pela autora a tornou o mais humana possível. Já Laurence, mesmo sendo um homem bom, sentia muita vontade de dar umas sacudidas nele, pra parar de cair nas armadilhas de sua irmã manipuladora Verity.

O livro traz como temas principais  interracialidade e família.

O que posso dizer é que minha mente viajou para as décadas de vinte e trinta no Ceilão, e consegui sentir cada aflição e alegria vividas por Gwen, através da magnífica escrita de Dinah Jefferies. Impossível não se colocar no lugar da personagem.

Este é aquele tipo de livro que sua história daria um belíssimo e premiado filme. A aposta certa pra qualquer estúdio de Hollywood 😉

O livro nos faz refletir sobre o tempo e a verdade: sobre quanto tempo podemos viver infelizes por não enfrentarmos a verdade, e termos nossa paz de espírito. Com uma narrativa fluída e um drama que te faz refletir e tentar entender o que realmente está acontecendo, essa história ficará por um bom tempo marcada em minha memória.

Conta pra gente o que achou e concorra a um livro! Saiba mais sobre o “Comentário Premiado” clicando aqui.

renata

 

 

 

 

Anúncios

7 comentários em “[RESENHA] “O Perfume da Folha de Chá”, de Dinah Jefferies por @EditoraParalela

  1. Eu vi uma resenha desse livro a pouco tempo, e já tinha me interessado bastante por ele! Eu acho o enredo desse livro muito interessante e bem diferente dos romances de época que eu já li. E essa capa realmente está muito linda, com certeza é uma obra de arte. Quero ler esse livro logo, e espero gostar bastante dele também =)
    Bjss ^^

    1. Esse livro é lindo mesmo!
      O ritmo é mais calmo dos que estou acostumada, mas a história em si compensa e muito.

  2. Eu não conhecia esse livro, mas confesso que o que mais me atraiu nele também foi a capa, achei ela muito linda. E amei o título também (mesmo sem entender a relação dele com a história hahaha).
    A história do livro parece ser muito linda, e eu gostei bastante dos temas tratados pelo livro. Já acho que vou gostar da Gwen, só de saber que ela é forte. Eu nunca li nada da autora, mas ela parece ter feito um ótimo trabalho nesse livro.
    Eu gosto muito de livros de época, e esse realmente deve ser ótimo!

    Beijos!

  3. Renata!
    Que livro é esse tão carregado de segredos?…
    Gostei por vários motivos: se passa no início do século XX e estou na torcida que tenha descrições sobre a época no livro; se passa no Ceilão, um país que pelo menos eu nunca li um livro ambientado lá; a influência da irmã de Laurence sobre ele; o passado com a ex mulher e claro, o que acontece após Gwen ter o bebê…
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s