Resenha

[Resenha] Simplesmente Irresistível, de Rachel Gibson – @geracaobooks

Amo jogadores!! Quem nunca né…

tumblr_ly7wxs77Bp1r21bjmo1_500

Capa

simplesmente-irresistivel-rachel-gibson-ligiabraslauskas-literaturar7-700

Sinopse

A belíssima Georgeanne deixa o noivo no altar ao perceber que não pode se casar com um homem velho o suficiente para ser seu avô, mesmo riquíssimo. O astro do hóquei John Kowalsky, sem saber, ajuda-a a escapar e só percebe que está ajudando a noiva do seu chefe quando já é tarde. Os dois passam a noite juntos, mas no dia seguinte, John dispensa Georgeanne, deixando-a com coração partido e sem rumo. Sete anos depois, os dois se reencontram e John fica sabendo que sua única noite de amor produziu uma filha, de cuja vida ele quer fazer parte. A paixão dele por Georgeanne renasce mas será que ele vai se arriscar, outra vez, a incorrer na cólera do seu patrão? E ela? Vai aceitá-lo, depois de ter levado um fora dele?

Resenha

Esse é o 2° livro da Rachel e já tinha desapercebido o quanto ela é boa na arte da escrita. “Sem Clima para o Amor” deixou um gostinho de quero mais. Só que esse permitiu que eu fosse à fundo numa história delirante.

Simplesmente Irresistível é o primeiro livro da série Chinooks Hockey Team de um total de 6 livros. A narrativa inicia-se quando nossa protagonista tem 9 anos de idade e vê sua vida mudando com o diagnóstico de algo muito pessoal que pode mudar seu futuro, levando em conta que o avô quer que a jovem tenha um bom casamento.

Após 13 anos, os planos não acontecem como queria, pois Georgia até conseguiu seu tão sonhado casamento, porém, algo a atormenta e desiste fugindo com a ajuda de um jogador do time de Virgin, John Kowalsky. Mas o coitado não sabe que a garota é a noiva do seu chefe.

“Apaixonara-se por John Kowalsky em menos de um dia. Os sentimentos por ele haviam brotado tão rápido que mal podia acreditar em si mesma.”

Georgia e John são personagens que se encaixam, porém a personalidade e o passado de ambos ofusca a perfeição disso. Algumas horas juntos é o suficiente para o leitor perceber isso. Enquanto Georgia está fugindo de um futuro, John está se colocando nele. Porém, infelizmente, John não é imune à sedução e atração por Georgia, e ambos tem uma noite de sexo louco e selvagem, mas no dia seguinte ele tem uma atitude clichê e a querida Georgia vê-se novamente perdida, sozinha e com sentimentos pelo homem que acabou de conhecer.

“Nenhum outro homem que conhecera, mesmo antigos namorados a quem julgara amar, tinha feito ela se sentir do mesmo modo que John fizera. Nenhum homem a fizera sentir-se tão desejável. E nenhum homem a deixara tão destroçada por dentro.”

A trama já começa divertida e intrigante como é uma marca da Rachel Gibson, e mesmo com uma narrativa em 3º pessoa, mas fui tomada completamente pela história dos personagens e também pela escrita viciante da autora. Sempre acho esse tipo de narrativa muito impessoal, onde o leitor não consegue se conectar com os personagens, porém Rachel Gibson tem o dom de fazer o leitor gostar de tudo e comigo não foi diferente.

“Nenhum outro homem que conhecera, mesmo antigos namorados a quem julgara amar, tinha feito ela se sentir do mesmo modo que John fizera. Nenhum homem a fizera sentir-se tão desejável. E nenhum homem a deixara tão destroçada por dentro.”

E que Deus nos ajuda e beijo para a Rachel porque não tem amor instantâneo, e a passagem do tempo é fundamental para o desenrolar novos acontecimentos e ajudar no amadurecimento dos personagens. Então, sete anos depois, Georgia é uma mulher segura e sócia de uma empresa de buffet junto com sua amiga; além de também revermos John maduro e calmo, e descobre que a noite que tiveram resultou em uma criança fofa chamada Lexie.

“Eu sempre tive certeza de que ela voltaria e tentava ser uma boa menina para que ela me quisesse. Mas nunca voltou. Nem mesmo ligou.”

E estou perdidamente apaixonada por Lexie! Que menina danadinha, encantadora e excêntrica e me encantei completamente. Além de estar num momento em que ando gostando muito das crianças fictícias. Espero mesmo que eles apareçam em outros livros da série, seria ótimo!

Há também uma história secundária bem divertida entre Mae (sócia da Georgia) e Hugh (amigo de John). Ri muito com a personalidade e o jeito de ambos, que em meio a briguinhas e muita provocação tornam-se um casal muito fofo.

Muito recomendado e favoritado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s