Resenha

[Resenha] Talvez Um Dia, de Colleen Hoover por @galerarecord

Colleen Hoover simplesmente destruiu comigo com essa história…

Capa do livro 1

Talvez um dia

Sinopse 1

Um dos livros mais comentados de 2015 nos Estados Unidos, este é mais um sucesso arrebatador de Colleen Hoover.

Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex-melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida. Um namorado atencioso, uma melhor amiga com quem dividia o apartamento… Tudo bem, até Sydney descobrir que as duas pessoas em quem mais confiava se pegavam quando ela não estava por perto. Até que foi um soco merecido.

Sydney encontra abrigo na casa de Ridge, um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora.

Resenha 1

Colleen Hoover fez com que eu sentisse um misto de emoções com este livro. A autora me surpreendeu com cada capítulo trazendo uma história simplesmente linda! Mais uma vez vicie na escrita dela, pois não conseguia parar de ler e cheguei até a pedir para minha chefe mais tempo de intervalo de almoço kkk

Sydney conheceu seu namorado Hunter através de sua melhor amiga, Tori. As garotas passaram a dividir um apartamento, e Hunter se tornou presença constante por lá.

Ridge mora no outro prédio, onde sua varanda fica em frente a varanda de Sydney. Ele é compositor da banda de seu irmão, e vem enfrentando um bloqueio pra escrever novas músicas. Os dois garotos tiveram uma infância bem complicada e traumática. Todo final de tarde, Ridge vai tocar violão em sua varanda, até que percebe que Sydney parece ter escrito a letra de uma música para a que ele toca em seu violão. Ele logo consegue se comunicar com Sydney, e a convence a lhe enviar a letra da música, e ela relutantemente aceita.

Já faz algumas semanas que o cara do apartamento do outro lado do pátio se senta na varanda e toca pelo menos uma hora. Eu sempre estou sentada do lado de fora para ouvir.

Em pleno dia do aniversário de Sydney, Ridge toma a difícil decisão de contar a Sydney o que viu através de sua varanda: Hunter e Tori juntos! É então que Sydney se vê sem dinheiro, sem ter para onde ir e ainda molhada da chuva. É aí que Ridge a convida para morar no apartamento em que ele divide com Warren (seu melhor amigo) e Bridgette (que ele não suporta, e que Warren visita todas as noites no quarto!).

São muito engraçadas as peças que uns pregam nos outros no apartamento: biscoito oreon com pasta de dente, esconder whisky em garrafa de Pinho Sol… Ri muito em várias partes do livro, e com certeza vocês também irão rir (mas sejam discretos se lerem no ônibus, conselho de amiga!).

É tão lindo de acompanhar a conexão entre Ridge e Sydney se transformando em algo muito maior: suas incontáveis horas escrevendo músicas, a forma como começam a ficar atraídos um pelo outro, como se apaixonam…

Há algo que realmente amo nesses momentos que passamos juntos. Todas as minhas preocupações e meus pensamentos sobre o que está errado em minha vida parecem desaparecer durante esse surto espaço de tempo. É ótimo.

Mas em meio a esse turbilhão de emoções, há Maggie: a namorada de Ridge. Ela é uma garota super alto astral e conquista a todos por onde passa, e vocês também irão rir muito das mensagens de texto que ela e Ridge trocam.

Uma coisa que me incomodou bastante, foi Ridge mesmo estando visívelmente apaixonado por Sydney, ficar negando seus sentimentos e deixando claro que jamais romperia com Maggie. Isso me deixou por um bom tempo com a pulga atrás da orelha!

SuperBanner_160604191136

O principal medo de Sydney era se tornar igual a Tori, mas mesmo com todos seus sentimentos por Ridge e alguns escorregões, ela sempre tinha em mente respeitar o relacionamento dele com Maggie, mesmo que isso a deixasse destruída.

As palavras dele me fazem sentir bem, essa proximidade, seus olhos buscando os meus fazem meu coração bater desordenadamente, e, por mais que eu tente, não consigo entender como algo que faz com que me sinta tão bem pode ser tão errado.

Não sou má pessoa.

Ridge não é má pessoa.

Chorei de rir quando, depois de revelarem seus sentimentos um pelo outro, Ridge e Sydney faziam sessões para causar repulsa um no outro, contando cada história!!

É inexplicável falar como me senti após terminar de ler Talvez Um Dia… Esses personagens foram escritos de forma tão fantástica por Colleen!

Pra finalizar, vou contar um segredinho sujo meu: logo que começo a ler um livro, eu vou na última página pra saber o final! Mas com este não consegui fazer isso, pois tive medo de saber o final de Sydney!

Simplesmente apaixonante!

E vamos torcer para que a editora lance em breve o livro que contará a história de Bridgette e Warren.

Para ouvir as músicas presentes no livro clique aqui

Anúncios

4 comentários em “[Resenha] Talvez Um Dia, de Colleen Hoover por @galerarecord

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s