Resenha

[Resenha] A Verdade Sobre Nós, de Amanda Grace por @intrinseca

Bom dia!!!

Hoje a minha resenha é de um livro muito fofo!

Capa do livro 1

a verdade sobre nós

Sinopse 1

Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.

Resenha 1

Será que naquela hora, você pensou na ironia? Que evitando olhar para mim, estava olhando para o fruto proibido? Porque, embora você achasse que eu tinha dezoito anos, ainda assim eu era proibida. Alunos e professores não podem se relacionar.

Quando comprei esse livro não imaginava que ele pudesse ter uma história tão linda, mas ao mesmo tempo tão emotiva.

O livro é praticamente todo escrito como cartas para Bennet, no qual Madelyn como tudo realmente aconteceu, e que Bennet não sabia a verdade e por tando não é culpado de nada.

Madelyn é uma garota super inteligente e dedicada, tanto que pulou alguns anos de ensino médio. Mas ela está cansada das expectativas que seus pais tem sobre ela, o que faz com que ela seja sempre perfeita em tudo que faz.

Madelyn conhece Bennet em seu primeiro dia de aula e se encanta por ele, e ele por ela. Mas Madelyn nunca lhe conta sua idade: dezesseis anos, e que o envolvimento dos dois torna Bennet um criminoso.

Você sabia que eu havia nascido nos anos 90, sabia que eu era mais nova, mas tenho certeza de que estava pensando na outra metade daquela década, na primeira.

Conforme você vai lendo o livro, vai percebendo a amizade e maiores sentimentos surgindo entre eles, ao mesmo tempo em que começa a ter medo de um final trágico…

Apesar de Madelyn e Bennet passarem cada minuto de seu tempo juntos, ele faz uma promessa: só a beijará após o último dia de aula, pois assim não estará infringindo as regras da escola ao se envolver com uma aluna.

Envolvida demais para ligar se você viraria as costas para mim quando descobrisse a verdade. Em treze de dezembro, eu o beijaria e colocaria a boca no trombone.

No final do livro, percebi o arrependimento e o amadurecimento de Madelyn. Ela acabará seguindo seu coração na escolha de sua profissão, sem ligar para o que seus pais irão achar.

Fui eu, Bennet, quem deixou tudo isso acontecer. Era eu quem tinha todas as informações. Pensei em tudo e segui em frente mesmo assim, deixando-o em uma situação no qual você nunca seria capaz de se recuperar.

É uma história tão doce, que começa de forma inocente, mas acaba tomando grandes proporções.

Só posso dizer que amei o livro, e gostaria muito de uma continuação para ele.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s