Resenha · Resenhista Convidada

[Resenha] Entre o Agora e o Nunca, de J. A. Redmerski por @Suma_BR

Hoje temos uma resenhista convidada!

Nossa convidada se chama Bruna Xavier. Nós ainda não nos conhecemos pessoalmente, mas nos tornamos amigas através do gosto por algumas séries de tv.

Aqui vai a resenha dela, de um livro simplesmente maravilhoso!

Capa do livro 1

entre o agora e nunca

Sinopse 1

Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois. Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre o agora e o nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

Resenha 1

Olá meninas, primeiro, agradeço a Renata por ter me convidado para fazer uma resenha de um livro para o dia dos namorados!
Como toda leitora, tenho os meus livros favoritos – e os meus namorados literários, obviamente. Por isso, minha escolha não poderia ter sido outra. Hoje vou falar de Andrew Parrish ❤
Entre o agora e o nunca é um New Adult escrito pela escritora americana J. A.  Redmerski e no Brasil foi publicado pela editora Suma. Devo admitir que o livro não é uma unanimidade entre os leitores. Há quem amou (eu), quem não achou isso tudo, e quem não gostou nem desgostou. Juro que tentarei ser imparcial, até porque – segunda confissão da resenha – também me decepcionei em certo ponto. Isso não muda em nada o meu amor por essa história.
A narrativa do livro varia entre os pontos de vista de Camryn, uma garota sem sentido nenhum na vida, e Andrew, um cara que escolheu viver intensamente. Aliás, quando finalmente teve o POV do Andrew foi quase como um frescor no meio de tanta depressão e a história muda de rumo totalmente.
Por que “tanta depressão”? Camryn apenas existia, ela já não vivia há muito tempo. Em algum momento da vida dela tudo começou a dar errado: o namorado havia morrido, o irmão fora preso, os pais se separaram, estava em um emprego que não a atraia e até a relação com a melhor amiga sofreu um grande golpe.

O pior tipo de choro não era o tipo que todo mundo poderia ver, o choro nas esquinas, as lágrimas sobre a roupa. Não, o pior tipo acontecia quando sua alma chora e não importa o que você faça, não tem como confortá-la. Um pedaço murcha e vira uma cicatriz naquela parte da sua alma que sobreviveu.

De certa maneira, apesar de não ter vivido nada disso, entendi a dor dela. Todo mundo tem problemas, não importa quais sejam. Quem já não teve vontade de chutar o balde e simplesmente ir embora?

Não sei o que estou fazendo ou aonde estou indo, mas sei que quero fazer seja lá o que for de verdade, e quero chegar logo.

Porém, às vezes, um desejo realizado em um impulso não é uma boa ideia. Camryn jogou tudo para o alto e decidiu viajar sem ao rumo, sem avisar ninguém. Ela não levou em conta os perigos que poderia enfrentar e essa imprudência a colocou em uma situação muito perigosa. Mas, claro, todo romance tem um herói.
Andrew não salva Camryn somente uma vez. Ele tinha todas as razões do mundo para também se entregar a dor, mas ainda assim ele preferiu viver da melhor maneira que podia. E é claro que ele tem um segredo (jura?).
Ao longo de uma Road trip, Andrew amplia os horizontes de Cam de ver o mundo, a vida, até mesmo de ouvir música. A jornada deles é muito mais do que “colocar o pé na estrada”, também é emocional. Percebemos como Camryn muda e cresce com cada “lição de moral” que Andrew lhe dá e cada experiência que eles passam juntos. Toda essa sensação de liberdade é tão contagiante que nós também começamos a nos questionar. Por que ser mais uma que segue os tão exigentes padrões sociais? Para que me submeter a um trabalho que não me dá prazer e fazer a mesma coisa todos os dias?
O amor entre eles nasceu e cresceu a cada novo e emocionante momento que passavam juntos, a cada música que ouviam e a cada lembrança compartilhada. Ainda que eles não tivessem se apaixonado, ainda que apenas uma amizade repentina e que eles nunca mais fossem se ver, tudo o que passaram e aprenderam salvaram a vida deles. Camryn ganhou uma nova chance de viver e amar. Andrew encontrou a sua Euridice.

– Tá apaixonada por mim?
– Ainda não… Mas tô chegando lá!

O final foi uma prova de fogo para o meu coração. Sinceramente, esse foi o tal ponto em que me decepcionei. Não sei se faltou coragem a escritora ou se ela queria inovar e fazer surpresa. Vai saber o que se passa na cabeça de um escritor.
Há uma continuação, Entre o agora e o sempre, que nem de longe é tão bom quanto o primeiro livro. É uma leitura boa, mas não muito envolvente, e até achei em certo ponto que a história foi desnecessária. Algumas vezes, por mais que a gente queira e torça para ter continuações, é melhor um único livro com uma história que tenha nos marcado de alguma maneira.

Apenas se lembre sempre de ser você mesma, e não tenha medo de dizer o que pensa, nem de sonhar em voz alta.

É isso, meninas! Se você não leu, dê uma chance ao livro. Torço para que goste e também ame um pouquinho o Andrew e a maneira como ele ama e vê a vida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s