Resenha

[Resenha] Mar da Tranquilidade, de Katja Millay – @editoraarqueiro

DEUS!! Eu quero abraçar esse livro para sempre…

tumblr_o290jdsuyj1rvdkygo1_500

Capa

Capa (1)

Sinopse

Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele. A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida. À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.

Resenha

Com uma narrativa profunda, esse livro de estreia da autora Katja Millay me fisgou e não consegui parar de ler. Sendo eleito um dos melhores livro de 2013 pelo School Library Journal, e aqui no Brasil publicado pela Editora Arqueiro, Mar da Tranquilidade traz conteúdos profundos numa trama com dois jovens que viveram dores fortes, porém diferentes.

Nastya Kashnikov perdeu sua identidade, e foi privada daquilo que mais ama. Depois de dois anos e meio, muda de cidade para escapar de seu passado sombrio e não deseja revelar para ninguém o que aconteceu com ela. Já Josh Bennett é conhecido por perder todas as pessoas que ama, sua história não é segredo para ninguém na cidade. Tudo que ele amava foi sendo retirado dele aos poucos e com 17 anos as pessoas não desejam aproxima-se dele porque ser um sinônimo de morte, exceto Drew Leightin. Ele é seu melhor amigo e a família de Drew também o protege, mas Josh não é de demonstrar sentimentos pois quando se perde tudo que ama, a coisa mais inimaginável é querer voltar a amar.

“Eu vivo num mundo sem magia nem milagre. Um lugar onde não há clarividentes nem metamorfose, anjos ou garotos super-humanos para nos salvar. […] O peso da realidade nos meus ombros é tão grande que às vezes me pergunto como ainda consigo ergue os pés para caminhar”

Não imaginava que fosse gostar tanto desse livro, e foi muito mais do que eu esperava. Atér porque eu não sabia muito sobre o que era o livro até começar, e mesmo depois de alumas páginas ainda continuei sem saber, e esperava algo monótono e até um pouco sem graça. Mas me enganei. Fui conduzida a outros mundos, e nem imaginava que iria me emocionar de forma tão distinta com esse enredo tocante e envolvente. É uma leitura que diferente de ser tranquila e animada, te sufoca porque tem uma intensidade, densidade e sentimentos perturbadores. O poder dessa obra me chocou como nenhum outro livro havia feito. Passei a chamá-lo de “Mar da Intranquilidade”, porque a narrativa é conduzida por um grande mistério, um acontecimento que modificou completamente a vida da protagonista, enchendo-a de amargura, solidão e ódio.

Sou aquele tipo de pessoa que gosta de ser conduzida por uma escrita em detalhada e de fácil compreensão, e mesmo com personagens doloridos e difíceis de lidar através de tanta dor, o livro traz um ponto que eu adoro, que é o amadurecimento dos personagens ao longo da história. Josh e Nastya são maravilhosamente lindos dentro desse romance complicado e um tanto assustador. A cada página eu queria saber mais e mais deles, entendê-los, decifrá-los e conduzi-los a um lugar seguro; porém eles tinham que fazer isso sozinhos. Fazer escolhas, fossem elas boas ou ruins.

“Agora estou tentando ver a magia dos milagres cotidianos; o fato de que meu coração continua batendo, de que consigo levantar os pés da terra para caminhar e de que há algo digno de amor. Sei que coisas ruins ainda acontecem. E às vezes ainda me pergunto por que estou viva: mas agora, quando pergunto, tenho uma resposta”

A forma como Katja Millay desenvolve surpreende, porque é a riqueza em detalhes com os quais esses sentimentos são descritos, fato que torna a leitura desesperadamente real, do tipo que penetra no coração do leitor e o faz experimentar as mais diversas e nauseantes sensações. Sentimentos como vingança, raiva e perdão nunca foram tão bem descritos como aqui estão. E se você ainda não leu Mar da Tranquilidade, deveria reservar um tempinho para comprar e lê-lo. De verdade, vale a pena!

“O lance dela é fugir. O meu é me esconder”

Esse livro é inesquecível e em vários momentos fiquei pensando na minha vida e me perguntando algumas coisas que são mesmo reais para mim.

Outros Quotes. Porque sim!

“Todas as escolhas que fiz desde que minha vida entrou em combustão espontânea foram questionadas. Nunca faltou gente pronta para julgar o modo que escolhi para lidar com as coisas”

“As pessoas gostam de dizer que o amor é incondicional, mas isso não é verdade. E mesmo que fosse incondicional, o amor nunca é de graça. Sempre vem acompanhado de uma expectativa. Todo mundo sempre quer algo em troca. Tipo, querem que você seja feliz, ou o que for, e isso nos torna automaticamente responsáveis pela felicidade dos outros, porque eles não serão felizes a menos que você também seja”

“Pessoas que nunca passaram por merda nenhuma sempre acham que sabem como você deve reagir ao fato de sua vida ter sido destruída. E aquelas que passaram por situações complicadas acreditam que você deveria lidar com as dificuldades do mesmo jeito que elas. Como se existisse um roteiro preestabelecido para sobreviver ao inferno”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s