Resenha

[Resenha] A Oportunista, de Tarryn Fisher por @FaroEditorial

E a resenha de hoje vai para o primeiro livro de uma trilogia que foge do conceito em que sua protagonista é a vítima de tudo.

katherine-loves-you

Olívia Kaspen é culpada, inocente ou vítima de suas próprias escolhas? Descubra e dê seu veredito final.

Capa do livro 1

A Oportunista.jpg

Sinopse 1

A busca pelo grande amor pode te levar longe demais… Olivia acredita ter encontrado o grande amor da sua vida. Mas, por conta de alguns desencontros, o perdeu. No entanto, certo dia, ela reencontra o ex-namorado, Caleb Drake, e descobre que ele perdeu a memória. Eis uma nova chance! Até descobrir que outra mulher já o encontrou.
Será uma nova oportunidade para ser feliz ou um jogo que a faz acreditar que seus sentimentos são especiais? Para encobrir as consequências de suas mentiras, Olivia cria uma teia de novos eventos, o que pode levá-la a descobrir que sua busca pelo amor talvez a tenha feito ultrapassar limites muito perigosos.
Um triângulo amoroso muito diferente do que você já viu!

Resenha 1

Oportunista
adjetivo e substantivo de dois gêneros
1.relativo a ou partidário do oportunismo.
2.que ou quem aproveita as oportunidades.

Confesso que quando li a sinopse imaginei Olívia como uma grande e cruel vilã, mas ao ler o livro me dei conta de que ela era apenas uma mulher que teve uma infância traumática e usava tudo que tinha ao seu alcance para não se envolver de mais com as pessoas.

Eu sou Olívia Kaspen, e quando amo alguma coisa eu a arranco da minha vida. Isso não é intencional… Pelo menos, não totalmente.

Olívia cresceu com um pai alcoólatra, que além de humilhar constantemente ela e sua mãe, ainda roubava o pouco dinheiro que elas tinham. Em um de seus relatos ela conta que chegou a passar fome… Seu pai foi assassinado por uma de suas amantes quando ela tinha onze anos e a mãe morreu de câncer enquanto ela ainda era adolescente.

O livro é narrado praticamente todo por Olívia, intercalando eventos do presente, que é quando ela reencontra Caleb sem memória, e o passado, em que descobrimos como tudo começou.

Num primeiro momento já nos damos conta que tudo é uma questão de escolha, isso acontece quando Olívia é abordada por um homem que lhe oferece carona em um guarda-chuva para entrar em seu carro, e dias depois ela descobre quem era aquele homem.

Olívia Kaspen e Caleb Drake se reencontram três anos depois de seu rompimento. O encontro é casual em uma loja de discos. É nesse mesmo dia que Caleb, sem reconhecê-la, lhe conta que sofreu um acidente e está sem memória, e ela finge que não lhe conhecia de antes.

Depois disso eles se vêm novamente em um mercado, e começam a se encontrar constantemente e passa a surgir uma “amizade” entre eles. Dá para perceber o quanto ela ainda o ama, e mesmo sabendo que o que faz não é certo, pensa que essa é a forma de reconquistá-lo.

Eles se conheceram na faculdade, e Olívia não acreditava que a estrela do time de basquete estava interessado nela. Por esse motivo ela fez de tudo para se afastar.

Cansado de correr atrás de Olívia, Caleb decide não ter mais contato com ela. e é quando ele começa a namorar a estonteante e popular Jéssica Alexander que Olívia se dá conta do erro que cometeu.E é aí que que ela comete o primeiro ato impensado: mesmo com Jéssica decidida a fazer algo terrível, Olívia lhe ajuda e fingi-se de amiga dela. Quando Caleb descobre o que Jéssica fez, eles terminam e ele sem saber da participação de Olívia acaba sendo seduzido, e eles começam um tumultuado namoro com altos e baixos.

Nesse período todo, desde que se conhecem, iremos conhecer a colega de quarto de Olívia: a divertida Cammie, que irá acompanhar Olívia até seus dias atuais.

Olívia não consegue dizer que o ama durante o tempo em que eles namoram, e nem mesmo decide perder sua virgindade. Devido a isso, e ao distanciamento emocional em que ela tenta criar, coisas ruins para ambos acontecem e eles terminam tudo de forma traumática, deixando ambos com coração destroçado.

Eu havia ferido a pessoa que mais amava no mundo, a única pessoa que eu tinha – e tudo para me vingar! No fim das contas, porém, eu destruíra a mim mesma.

Voltando aos dias atuais, Olívia sente-se culpada por estar enganando Caleb, mas sabe que se dizer a verdade ele passará a odiá-la novamente.

Em meio a isso tudo iremos conhecer Leah Smith, a atual namorada de Caleb, uma mulher capaz de tudo para tirar Olívia de seu caminho e da vida de Caleb.

O que posso dizer é que achei esse livro incrível, pois nos desperta a curiosidade de saber o que de tão ruim aconteceu no passado desses dois. e no final das contas, vi que apesar de Olívia ser alguém tão distante e fria com seus sentimentos, ela não foi totalmente responsável por tudo.

Quando o assunto era relacionamento, eu era uma total idiota. Eu chutava e empurrava as pessoas para fora da minha vida, para que elas não tivessem a chance de me magoar.

Na minha opinião, essa história nos mostra várias coisas, como que toda decisão que tomamos pode gerar consequências para muitas pessoas, e que o mundo realmente dá muitas voltas…

Como disse anteriormente, acredito que Olívia foi vítima de seu medo de amar e se entregar de mais, por medo de sofrer tudo que sua mãe sofreu.

Este é um livro de aprendizado, onde assim como Olívia, devemos estrar sempre buscando o melhor para nós, mas ao contrário dela, sem prejudicar ninguém.

Meu veredito final: Olívia Kaspen foi vítima de suas próprias escolhas.

Sinto uma grande tristeza por ter desperdiçado tanto tempo. Sei que não é tarde demais para compreender as coisas, para descobrir o que amo e o que sou.

Prepare-se para se deparar com a protagonista da história, que apesar de ser a mocinha, nos mostra que tem muitos defeitos como qualquer um de nós.

Os próximos livros serão “A Perversa”, narrado por Leah e “O Impostor”, que será narrado por Caleb. Esses outros dois livros terão o ponto de vista de todos os acontecimentos de “A Oportunista”, sob o ponto de vista deles.

“A Perversa” será lançado em junho, e “O Impostor” em agosto. A editora decidiu adiantar o lançamento de ambos devido a visita da autora Terryn Fisher na Bienal do Livro de São Paulo, que acontece em agosto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s