Resenha

[Resenha] Cerejinha, de Raine Miller – @Suma_Br

Oi, gente, hoje é dia de resenha de um livro lindo: Cerejinha, de Raine Miller, da Suma de Letras Brasil.

capa do livro

cerejinha

sinopse

Às vezes o amor precisa de uma segunda chance

Elaina se apaixonou por Neil à primeira vista. Nem se lembra mais de como era a vida antes dele. Seu amor resiste a tragédias e a anos de separação… E mesmo quando seu coração é partido e seus sonhos são destruídos, Elaina não o esquece.

O romance dos dois é posto à prova diversas vezes. Quando o destino mostra sua capacidade de causar mal-entendidos, abrir feridas e deixar cicatrizes, eles têm que provar o que sentem um pelo outro. Depois de tudo, Elaina chega a pensar que não existe mais chance de viver seu amor.

Mas Neil não desiste fácil. Suportou anos de saudade e sacrifícios, esperando por ela. É um soldado, afinal, e conhece um campo de batalha – tem suas próprias estratégias e pretende reconquistar Elaina. Mais do que tudo, ele precisa fazê-la enxergar o que ele sempre soube: ela sempre será sua Cerejinha. 

resenha

Bom, Cerejinha, apesar de ser um livro relativamente curto (sim, vocês o lerão em uma sentada porque um fim de capítulo te deixa louca pra saber o que vem a seguir), é muito bem construído e separado de forma a nos deixar com o coração na mão.

A autora, a princípio, não pretendi escrevê-lo. Nós conhecemos Neil e Elaina nos quatro livros da série O Caso Blackstone: Nua, Entrega Total, Olhos nos olhos, Raro e Precioso. Então, Cerejinha é considerado um spin-off dessa série. Quando o primeiro livro, Nua, inicia, Neil e Elaina já estão juntos. Ele é o braço direito de Ethan em sua empresa de segurança e ela é a secretária da empresa. Assim, sabermos como se conheceram e se apaixonaram é maravilhoso porque, mesmo com participações conjuntas pequenas, já dava pra perceber como era lindo o amor entre os dois. Só temos a agradecer à Raine por ter resolvido nos contar a história desse casal tão especial. ❤

A sinopse em si já é bem reveladora. Sabemos de antemão como eles se conheceram, que tiveram que vencer diversos obstáculos para ficarem juntos e que o amor falou mais alto e o final foi feliz. Mas, se você acha que pela sinopse já “leu” o livro todo, está redondamente enganado. A divisão que a Raine fez no livro nos permite realmente viver a história deles desde o comecinho. Ficou confuso sobre a divisão? Então, vou te explicar melhor as três partes do livro.

unnamed (4)

Na parte um, temos Elaina narrando a história, desde quando ela tinha dez anos e Neil, dezessete. Ele foi jantar na casa dela por ser amigo de seu irmão, Ian. Naquele momento, quando ele piscou para ela, foi amor à primeira vista.

Achei Neil lindo quando meus olhos de criança o viram pela primeira vez. Pura e simplesmente lindo.

Tímida e envergonhada, tentei assimilar a ideia de que eu havia encontrado o homem com quem um dia queria me casar.

É claro que, nessa época, a diferença de idade de sete anos parecia gritante, mas o amor, ah, esse danadinho do amor, principalmente o deles, sobreviveria a muitas provações e obstáculos, até que esses dois pudessem finalmente ficar juntos e ter seu merecido felizes para sempre.

22594_10152766209066050_4550962422053954244_n

A partir desse primeiro jantar, a família Morrison adotou Neil para sempre, já que ele vinha de uma família desestruturada, segredo esse que só saberemos mais para o fim do livro.

Neil me chamava de Cerejinha por causa da cor do meu cabelo. Eu tive que concordar com ele. Meu cabelo era da cor daquelas cerejas escuras — quase pretas com tons de vermelho-escuro por dentro. Ele disse que meu cabelo era lindo, e isso foi suficiente para desabrochar minha autoconfiança. Aceitei o elogio e acreditei nele.

Acompanhamos, então, a ida de Neil para o exército e uma tragédia na vida de Elaina, que resultou em seu crescimento errado e precoce.

Nesse meio tempo de separação, Neil tinha uma namorada, Cora, que o traía sem dó nem piedade. Quando Elaina fez dezoito anos, Neil veio para casa, sendo que a próxima viagem seria sua última no exército. Estavam no pós 11 de setembro e todas as consequências que ele trouxe para todos.

Temos, então, o primeiro motivo para o nosso coração sorrir…

— Neil… Eu… Eu te amo desde que me entendo por gente. Nunca houve um momento em que não amei você. — Olhei para o lado e reuni mais coragem para dizer o resto. — Mas também nunca achei que você algum dia sentiria o mesmo por mim.

— Não pense em coisas ruins, Elaina. Esqueça tudo e venha aqui comigo. Minha linda Cerejinha… Vem cá e me deixe amar você.

E depois sangrar com o fim da primeira parte. 😥

unnamed (5)

Na parte dois, é a vez de Neil contar parte da história.

unnamed (7)

Neil nos mostra como foi o tempo que passaram juntos depois antes que ele tivesse que viajar e o quanto foram felizes, fizeram planos…

Quem já leu a série O Caso Blackstone sabe que cenas de sexo estão sempre presentes, os casais nunca podem ter o suficiente um do outro. Mas antes que alguém ache que é só mais um erótico, devo dizer-lhes que, assim como era com Ethan e Brynne, apesar de serem cenas bem quentes, temos um ato de amor. Não é sexo sem sentido ou sentimento, mas a consumação do amor que sentem, uma forma de declarar o quanto se quer o parceiro.

Eu queria muito te dizer que aqui já teríamos o nosso felizes para sempre, mas ainda estamos no meio do livro. Teremos mais um percalço dos grandes. E posso falar? Achei até necessário para que ambos crescessem pessoalmente e profissionalmente. Quando ficaram juntos de vez, ambos tinham a maturidade necessária para fazer a relação dar certo. ❤

Mas tinha aprendido, havia muito tempo, que não se escolhe por quem vai se apaixonar. A pessoa é que escolhe você.
Para mim, essa pessoa era uma linda garota de cabelo cor de cereja e olhos azul-escuros, dona da única chave do meu coração.

Infelizmente, nem tudo são flores. Cora dá as caras novamente e joga uma bomba nos dois às vésperas de Neil viajar e passar dez meses em sua última missão.

Eu nunca vou deixar de amar você, Cerejinha. Nunca. Não consigo… e não vou.

Apesar de continuarem se amando, longos cinco anos se passam antes que eles se encontrem novamente…

unnamed (6)

Cinco anos depois, Neil, que serviu nas Forças Especiais do exército com Ethan, trabalha com ele na Blackstone Security International Ltda., fazendo a segurança de eventos e pessoas importantes. Mas ele nunca esqueceu sua Cerejinha nem ela o esqueceu. Eles carregam na pele esse amor.

A parte três, Nós, é narrada por Neil e Elaina, e algumas vezes por Ethan, mas não se preocupe porque não fica confuso.

unnamed (8)

Com uma ajudinha de parentes e do destino, nosso casal se encontra novamente. Elaina ainda está com raiva do que acha que Neil fez, mas ele percebe que deixá-la tomar seu caminho foi a coisa mais difícil e o maior erro que ele cometeu, e aí, meus amigos, não haverá nada que esse homem não fará para mostrar a ela que eles estão destinados a ficar juntos. Nenhum mal entendido do passado poderá separá-los. Ele sabe que ela ainda o ama.

Para que, então, você saiba que não importa se dez meses ou dez anos se passem, nada vai mudar para mim, Neil… Eu sempre serei sua Cerejinha.

Quando tudo se resolveu, minha vontade foi:

a) Dar pulinhos de alegria;

b) Cantar Aleluia;

c) Dar um grande grito de YESSSS!!! e fazer uma dancinha da vitória;

d) Ficar com o coração cheio de amor e um sorriso bobo no rosto;

e) Todas as respostas anteriores juntas e misturadas num frenesi desenfreado.

E aí? Com certeza se joga na letra ‘e’ e vem curtir esse livro lindo comigo, baby! 😉

Gostaram, amaram, piraram? 😀

Vocês podem ler um trecho aqui e adquirir seu exemplar na Amazon ou através do Buscapé.

Muitos beijos, queridos! ❤

Um comentário em “[Resenha] Cerejinha, de Raine Miller – @Suma_Br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s